Análise do TCE poupa Rio das Ostras de gastar quase 4 milhões a mais em serviços de coleta de lixo

O Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ) ajudou Rio das Ostras a economizar cerca de R$ 3,7 milhões em prestação de serviços de coleta de lixo. Pelo edital de licitação da Prefeitura, o município contrataria esses serviços por R$ 11.554,732,01. Na quarta-fera (14), o TCE aprovou novo edital com os valor atualizado de R$ 7.768.929,08. O processo foi submetido oito vezes à sessão plenária. 

O edital tem como objeto “os serviços de coleta, transporte e destinação final de resíduos sólidos domiciliares, de resíduos de serviços de saúde, de resíduos volumosos inservíveis e industriais não perigosos, de coleta de recicláveis e de operação de ecopontos no município”.

No entanto, apesar do conhecimento, o relatório do conselheiro substituto Marcelo Verdini Maia determinou ainda que o jurisdicionado realize algumas modificações no edital antes da realização da licitação.

“Diante da objetividade dos ajustes necessários, em face da relevância do objeto e em observância ao princípio da celeridade, não vislumbro óbices ao conhecimento desde logo do instrumento convocatório, devendo o jurisdicionado efetuar as alterações propostas pela instrução e tomar as providências devidas antes da realização da licitação e sob pena de sua nulidade, sendo certo que a adoção das referidas medidas poderá ser realizado inclusive por meio de auditorias”, destacou o conselheiro.

De acordo com o voto, as duas principais modificações são: “compatibilização das informações referentes aos quantitativos de veículos e mão de obra do serviço de coleta e transporte de Resíduos Sólidos Urbanos (RSU) descriminados no Memorial Descritivo dos Serviços com o quantitativo indicado na composição de custos deste serviço” e “atualização dos valores relativos à mão de obra com base na convenção coletiva de trabalho em vigência no momento em que ocorra a licitação”.

Após as alterações, a Prefeitura de Rio das Ostras também deverá editar errata e remarcar uma nova data para a realização da licitação.

Confira também

TRE: eleições de 2020 serão as mais complexas, diz novo presidente

O novo presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ), desembargador Cláudio Brandão …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *