CÂMARA DE CABO FRIO PREPARA CPI DA ENEL

Falta de luz, tarifas altas e taxa de iluminação pública feita por decreto. Tudo isso somado provocou a assinatura de oito vereadores favoráveis a um pedido de CPI. A bola da vez é a Enel, concessionária que explora serviços de fornecimento de energia em Cabo Frio e demais municípios da Região dos Lagos.

Os vereadores baseiam suas justificativas nos “prejuízos á população” causados pela Enel.

“As constantes quedas e oscilações de energia são comuns. Tais ocorrências geram danos, gerando diversos transtornos aos usuários”, revela o pedido encabeçado pelo vereador Rafael Peçanha de Moura, autor da proposta.

Outro fato que intriga os parlamentares é o aumento excessivo nas contas, aparentemente reajustadas acima da inflação, “demonstrando que a companhia deixa muito a desejar no que se refere ao atendimento e ao serviço prestado”.

O ponto de partida para as investigações restringe-se ao período dezembro de 2018 até os dias atuais.

Para que o pedido de CPI seja aprovado é preciso um terço da assinatura de todos os vereadores. A Câmara tem 18 vereadores. Portanto, as oito assinaturas garantem que a CPI não seja engavetada.

Confira também

Cai índice de homicídios dolosos na Região dos Lago

Dados estatísticos divulgados pelo Instituto de Segurança Pública, nesta quarta-feira (24) revelam que caiu o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *