Câmara de Casimiro elege Lelei da Marmoraria para biênio 2019-2020

Como reza a tradição casimirense, o candidato apoiado pelo prefeito vence as eleições para presidente da Câmara. Foi o que ocorreu na manhã desta quarta-feira (5) com Lelei da Marmoraria (foto). O vereador obteve oito, dos nove votos dos vereadores. A exceção foi Ramon Gidalte.

A Mesa Diretora ficou assim composta: Marquinhos da Vaca (vice-presidente; Adriano Lima (1º secretário) e Tiago (2º secretário).

Tido como “vereador de oposição”, Adriano Lima disse que sua presença na chapa de Lelei deveu-se pela amizade. “O fato de compor a Mesa, em nada muda minhas atitudes”. Já Ramon Gidalte declarou que havia conversado com o novo presidente sobre como votaria. Ele enfatizou que o município atravessa um momento político turbulento – um ex-prefeito preso por corrupção (Antônio Marcos) e dois ex-presidentes de Câmara afastados pela justiça em menos de um ano: Rafael Jardim e Bitó, respectivamente. “É preciso lembrar que os vereadores são autônomos”, encerrou.

Confira também

Justiça nega Habeas Corpus e mantém ex-prefeito de Casimiro na cadeia

As pretensões de Antônio Marcos Lemos Machados de passar o Natal em liberdade se desfizeram …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *