Comandante-geral do Corpo de Bombeiros pede para sair

Foto: Reprodução TV Globo

O secretário de Defesa Civil do estado do Rio de Janeiro e comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Ronaldo Alcântara, pediu exoneração do cargo na tarde desta terça-feira (12) após a operação que prendeu bombeiros militares envolvidos em um esquema de venda de alvarás para funcionamento de estabelecimentos comerciais, casas de espetáculos e até estádios de futebol. A informação foi confirmada pelo Palácio Guanabara, sede do governo estadual.

Dois assessores diretos do secretário de Defesa Civil estariam envolvidos no esquema. O atual subcomandante-geral e chefe do Estado-Maior Geral, coronel Roberto Robadey, responderá pelo comando da corporação, bem como pela secretaria de Estado de Defesa Civil, por determinação do governador Pezão.

Confira também

Eduardo Paes nega ter recebido propina de empreiteiras

Paes falou no âmbito da operação Unfair Play, um desdobramento da Lava Jato, e negou …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *