Conhecer o Espírito Santo pode ser uma boa opção para as férias de verão

A Região Metropolitana possui uma infinidade de atrativos turísticos de diversos tipos e que agradam a todos. Destaque para os shows na orla de Camburi, em Vitória, e nas praias de Guarapari durante os dias mais quentes / Sagrilo-Divulgação

Em dúvida para escolher o roteiro de suas próximas férias? Então que tal conhecer o Espírito Santo. O Estado, que fica no Sudeste do Brasil, está dividido em dez Regiões Turísticas que, ricas em sua diversidade, unem lazer, negócios, eventos, gastronomia, cultura, história e belezas naturais. A combinação distinta do mar com as montanhas, o contraste entre tradição e modernidade, agitação e tranquilidade, esportes e eventos culturais, entrelaçam um roteiro imperdível e cheio de aventura, descobertas e muita diversão. As peculiaridades de cada município são reveladas através das belas praias, cachoeiras incríveis, culinária diversificada, entretenimento e, principalmente, dos diferentes tipos de clima. Em 40 minutos é possível sair do clima quente das praias e da autêntica moqueca capixaba, para apreciar o aconchego das montanhas com direito a pratos alemães e italianos e um bom vinho. A tudo isso, se pode acrescentar atrações das mais variadas, como esportes radicais – raffting, rapel e voo livre; o ecoturismo; agroturismo; o turismo náutico; festas religiosas, culturais, e musicais; e o patrimônio histórico-cultural capixaba.

A Região Metropolitana de Vitória, a capital, possui uma variedade de atrativos turísticos que agradam a todos. Além disso, este roteiro possui o maior aeroporto do Estado, ampla rede hoteleira e centros de convenções para eventos de negócios.

Mas se você está à procura de paisagens europeias o destino tem que ser a Região das Montanhas Capixabas, que é composta por oito municípios que tem forte influência europeia. Os descendentes mantêm as tradições alemãs, italianas, austríacas, pomeranas e polonesas herdadas dos imigrantes. Suas belezas naturais e clima ameno dão um charme especial a região. Com sua cultura, história, música, danças, gastronomia, festas típicas, agroturismo e sua hospitalidade, as cidades e os moradores encantam os visitantes. Durante o inverno é a região mais procurada do Estado.

Montanhas, rios, cachoeiras, história e cultura, são alguns dos atrativos turísticos das oito cidades da Região dos Imigrantes. Os municípios dessa Região foram colonizados por imigrantes europeus e seus descendentes, que aqui vivem e preservam suas tradições. Um grande atrativo é o cultivo de uvas, maçãs e morangos com a agricultura familiar que possuem sítios abertos a visitação, pode até serem colhidas pelos próprios visitantes. Destacam-se o agroturismo, ecoturismo, esportes de aventura, a gastronomia, entretenimento e as festas típicas de origem europeia que celebram as tradições imigrantes

Ideal para a prática do turismo de aventura, do ecoturismo e do agroturismo, a Região do Caparaó é formada por onze municípios que ficam no entorno do Parque Nacional do Caparaó. A região tem parte da Serra do Mar e da Mantiqueira, o Pico da Bandeira, terceiro mais alto do Brasil, e o Parque Estadual da Cachoeira da Fumaça. O Parque Nacional e seu entorno encantam por conta de suas belezas naturais, bucolismo, misticismo, gastronomia, cultura e história.

Já a Região Verde e das Águas é composta por seis municípios, fica no litoral norte capixaba e possui riquezas naturais e culturais que convidam o turista a descobrir a história e vivenciar o bucolismo das inúmeras e belas praias, rios e lagos, em alguns pontos o encontro dos dois. A região contém o maior complexo lacustre do Sudeste brasileiro, dunas em frente ao mar, e também abriga reservas das tribos Tupiniquins e Guarani, além de reservas biológicas.

Outro destino interessante é conhecer a Região Doce Pontões Capixabas, que é composta por sete municípios e oferece diversas opções de turismo, como aventura, ecoturismo, turismo rural, religioso, cultural, gastronômico e de negócios e eventos. O turismo de negócios é o mais forte do local, devido às potencialidades econômicas concentradas nos mercados de mármore e granito, confecções e vestuário e produção rural diversificada. As belezas naturais e os atrativos, principalmente religiosos, se destacam na região.

Rica em belezas naturais e culturais, a Região Doce Terra Morena é formada por quatro municípios e fica no extremo norte do Estado e recebeu esse nome devido sua forte produção de frutas (Doce), sua característica de terras planas e férteis (Terra), por sua brasilidade e principalmente por sua deliciosa carne de sol (Morena), considerada a melhor do Estado. Possui rios e cachoeiras que proporcionam prática da pesca e do turismo de aventura com o raffting. O agroturismo, o artesanato e agricultura familiar são as principais atividades da região.

Composta por quatro cidades, a Região dos Vales e do Café reúne lazer, belezas naturais, cultura e bons negócios. Lá fica o principal polo do Brasil no setor de mármore e granito. Além disso, o turista pode apreciar um patrimônio histórico com palácios espalhados pelas cidades, alguns deles tombados. Também se destacam os casarios que retratam a cultura da época colonial e resgatam os costumes e tradições dos povos libaneses, italianos e portugueses, e uma rica história que teve começo na produção e exportação de café no período colonial. Tudo isso cercado por montanhas e vales e paisagens de tirar o fôlego

A Região da Costa e da Imigração tem de um lado, lindas praias, algumas delas semidesertas e com falésias, ideal para prática da tirolesa e de outro lado, belas cachoeiras que são um convite para esportes radicais como rapel e raffing, além de rampas para voo livre e também lugares para trilhas. A região, que fica no litoral sul capixaba, é formada por seis municípios que, além de riquezas naturais, tem a influência dos imigrantes europeus, e seus pontos fortes são o artesanato, cultura, dança, história, música nas festas típicas e os animados blocos de carnaval.

E por fim, mas não menos atraente, você pode escolher a Região das Pedras Pão e Mel, que é formada por quatro cidades ao extremo noroeste do Estado. A região tem força no ramo de mármore e granito. Possui atrativos diversos como artesanato, patrimônio histórico e cultural, cachoeiras, agroturismo e ecoturismo e festas típicas. Na gastronomia a carne de sol é o destaque.

Gostou? Então quem sabe você pode escolher um roteiro diferente dos badalados e mais caros e optar em desbravar as maravilhas do Espírito Santo, este Estado brasileiro que reserva paisagens maravilhosas que merecem serem conhecidas por todos!

Leia Também

Pantanal, um paraíso natural do Brasil

O ponto alto do turismo na região do Pantanal é agora no Inverno. Para quem …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *