Cuide de seu guarda-roupa de inverno

Para conservar a beleza é preciso limpeza. Limpar a pele corretamente, por exemplo! E também ter cuidado com as nossas roupas.

E está chegando o inverno. As temperaturas já começaram a baixar em algumas regiões do Brasil por isso é tempo de pensar no guarda-roupa de inverno e reciclar é a palavra de ordem. E também é tempo de pensar naqueles que menos tem e que, por falta de condições, sofrem com falta de agasalhos e cobertores. É hora de doar peças que você sabe que ficaram de novo no fundo do armário e é hora de lavar tudo de novo.

Com as temperaturas baixando, é tempo de tirar as mantas e cobertores do guarda-roupa e lavar tudo de novo para se livrar da poeira e ácaros / GB Imagem

A recomendação é para que se arejem todas as peças a fim de livrar-se do mofo e dos ácaros que infelizmente estão por toda parte. As peças de roupas “atacadas” pelo mofo e ácaros podem causar sérias alergias, sendo que o primeiro incômodo é a coceira.

Os entendidos em lavanderia explicam que é um grande erro lavar os agasalhos, cobertores ou edredons e guardá-los em sacos plásticos dentro dos armários, pois as embalagens plásticas retém a umidade e daí vem o mofo. O ideal é lavar todas as peças e envolvê-las em embalagens de TNT, pois elas permitem que o tecido “respire”. Recomenda-se ainda arejar estas peças, ventilando o armário pelo menos uma vez por mês. E voltando um pouco aos ácaros, é preciso lavar tudo o que se usou durante o inverno antes de guardar porque os ácaros (presentes em tudo) se alimentam dos restos de pele humana, assim se não forem devidamente lavados vão se transformar em um verdadeiro viveiro destes bichinhos que tanto mal fazem à saúde.

Assim, arme-se de toda coragem e separe tudo, ou seja, blusas de malha e lã, casacos, jaquetas, cachecóis, luvas, gorros, cobertores e edredons. Use sabão líquido, bem cheirosinho, daqueles especiais para roupas delicadas e lave tudo. Fique de olho nas etiquetas, algumas peças podem ser lavadas na máquina, outras exigirão um maior cuidado, no entanto o resultado final valerá a pena.

Atenção especial merecem os artigos de couro que devem ser levados à lavanderia para o procedimento adequado de limpeza e higienização.

As peças de couro, elas nunca saem da moda e para durarem mais é preciso alguns cuidados. Nunca se devem guardar peças de couro quando estiverem úmidas – vale tanto para chuva como para o suor. O correto é arejar e secar a peça de um dia para outro para então guardá-la. Quando a peça for ficar no armário por longo período, o ideal, além de protegê-la com a capa escura de TNT, é expô-la a cada 30 dias em local fresco e com sombra. Se quiser deixar o couro um pouco no sol, não remova a capa de TNT. A vida útil do couro pode ficar comprometida quando a peça está excessivamente suja e não é lavada imediatamente. A lavanderia especializada é capaz de lavar, higienizar, hidratar e reavivar a cor original de uma peça de couro. Se uma peça chega muito comprometida, há processos como tingimento e hidratação que podem recuperar até 80% de sua aparência original.

O casaco de couro deve ser pendurado em cabides plásticos ou de madeira. Eles precisam ser largos para evitar deformação nas áreas dos ombros.

Não existe uma frequência para a lavagem. Quando conservamos corretamente o couro, fazendo sua correta higienização e pouco uso, pode-se até chegar a lavá-lo após um ano ou um ano e meio. Se houver um uso frequente, o ideal é lavá-lo a cada seis meses ou mesmo quando apresentar pequenas sujidades. O excesso de sujidade fica impregnado no couro e pode se transformar em manchas fixas que dificilmente poderão ser removidas completamente. Tecnicamente, é impossível remover as sujidades mais profundas sem danificar o couro.

As peças em lã e couro fazem sucesso no inverno e são sinônimos de elegância e bom gosto. Lave e areje as peças de modo adequado a fim de garantir não somente a beleza delas, mas também a durabilidade / GB Imagem

Diferenças de tonalidade e aparição de pequenas manchas e ou “cicatrizes” são normais após um processo de limpeza devido a vícios do couro e por cada pele animal reagir de forma diferenciada aos vários processos de limpeza. O couro pode ser comparado a nossa pele. Uma pessoa pode ter alergia a certo produto e outra não.
Aproveite os dias de sol para arejar os armários, lembrando que não é bom colocar as peças de roupa diretamente no sol, pois poderão ficar amareladas.

Se quiser incrementar ainda mais o cheirinho bom de suas roupas de inverno, após lavá-las guarde-as num compartimento arejado do armário e deixe por perto um sachê com o seu perfume preferido.

Confira também

Rafael Primot mostra todo o seu talento em “Aruanas”

O ator fala sobre o desafio de interpretar seu primeiro vilão, o abusador Ramiro, na …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *