Em 28 de abril de 1865 nascia Vital Brasil

Vital Brasil dedicou sua vida à pesquisa e ao estudo do Ofidismo / Arquivo GB Imagem

O médico e cientista brasileiro Vital Brasil Mineiro da Campanha nasceu no dia 28 de abril de 1865, na cidade de Campanha (MG) e dedicou grande parte de sua vida ao Ofidismo, tendo sido o descobridor de vários soros específicos a cada cobra e, posteriormente, um soro polivalente.

Seu pai, José Manuel dos Santos Pereira Júnior, era um tabelião de ideias muito originais. Quando sua esposa Maria Carolina deu à luz um menino, José Manuel recorreu ao calendário e viu que era dia de São Vital. O nome do menino, então, ficou Vital, por causa do santo daquele dia; Brasil, por ter nascido no Brasil; Mineiro da Campanha, por ser do Estado de Minas, da cidade de Campanha.

Vital Brasil foi um exemplo de vida. Trabalhando em vários lugares para custear seus estudos, conseguiu doutorar-se pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro. Em seguida, clinicou em várias cidades paulistas, fixando residência em Botucatu (SP), ocasião em que finalmente acabou se casando com uma prima.

Foi em Botucatu que o jovem médico observou o grande número de mortes em decorrência de mordedura de cobras. Instalou um pequeno laboratório e começou a pesquisar a respeito. No ano de 1897, Vital Brasil foi nomeado ajudante do Instituto Bacteriológico do Estado, então dirigido por Adolfo Lutz, que impressionado com suas pesquisas sobre Ofidismo, adquiriu cobras (1899) e incentivou-o de forma que, em pouco tempo, Vital Brasil obteve soros específicos e também um soro polivalente aplicável nos casos em que a mordedura fosse de cobra desconhecida.

Vital Brasil ainda ajudou no combate à epidemia de peste bubônica em Santos (1899) e, juntamente com Oswaldo Cruz, auxiliou-o no combate à febre amarela.

No ano de 1948, ao ser cognominado Apóstolo da Ciência e Benfeitor da Humanidade, Vital Brasil respondeu: “Não há maior recompensa do que a consciência de ter feito o bem”.

O cientista morreu em 08 de maio de 1950, na cidade de Niterói (RJ).

Confira também

Com “Casa da Angélica”, a apresentadora garantia ótimos pontos de audiência ao SBT

Angélica deixou a extinta Rede Manchete para brilhar no SBT, fazendo sua ponte para estourar …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *