Ex-prefeito acusa presidente da Câmara de Araruama por calúnia

Penha Bernardes aponta Chiquinho como responsável pelo vazamento de fotos íntimas em redes sociais

O vazamento de fotos íntimas da presidente da vereadora Penha Bernardes saiu das conversas em corredores da Câmara Municipal e repartições públicos e entrou na justiça. Na sexta-feira (6), o ex-prefeito Chiquinho do Atacadão (ou da Educação como gosta de ser chamado) ingressou no Judiciário com uma queixa-crime contra Penha, que dias antes através de pronunciamento no Legislativo e entrevista   a um site de notícias, acusou diretamente Chiquinho de ser o responsável pela divulgação desse material no aplicativo de mensagens instantâneas WhatsApp ocorrida no dia 27 de novembro.

_ Quanto mais jogam pedra eu me levanto mais forte. Se eu não estivesse incomodando, não estaria sendo perseguida de forma suja, covarde e baixa. Esse homem é uma vergonha na cidade. Se fazem isso comigo que sou vereadora, imagine com a população? Todo dia esse cara humilha alguém, disse Penha se referindo a Chiquinho, conforme publicação de um portal de notícias.

O ex-prefeito nega que tenha publicado as fotos e pede à Justiça que Penha seja condenada por calúnia e difamação. A pena para este tipo de crime, segundo o Código Penal é de detenção e varia e varia de seis meses a dois anos, além de multa.

_ Infere-se uma atitude inconsequente que extrapola os limites da livre manifestação de pensamentos na medida que atinge a minha honra. Foram imputados crimes sem nenhuma base de provas, por meio de veículo de comunicação com elevado índice de alcance -, rebateu Chiquinho através da Queixa-Crime.

Confira também

Carnês do IPTU de Casimiro de Abreu já podem ser retirados

Já estão disponíveis para o contribuinte casimirense o carnê do IPTU 2020. Este ano, o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *