Ex-presidente da Câmara de Petrópolis é acusado de desviar mais de R$ 1,4 milhão

Alvo de mais uma denúncia, o ex-presidente da Câmara de Petrópolis Paulo Igor Carelli (foto) é acusado de desviar mais de R$ 1,4 milhão do erário. A denúncia tramita no  Primeiro Grupo de Câmaras Criminais do Tribunal de Justiça do Rio desde a quarta-feira 9 de novembro.

Paulo Igor Carelli (MDB) agora é acusado de atrapalhar investigações contra ele e outros vereadores

O ex-vereador é acusado de atrapalhar as investigações contra ele e outros vereadores do município investigados na chamada “Operação Sala Vip”, que em 2018 resultou na decretação de sua prisão por formação de quadrilha, fraude em licitação e desvio de dinheiro.

De acordo com a nova denúncia, em janeiro deste ano Paulo Igor teria destruído provas importantes para a investigação, ao desinstalar o aplicativo de conversas WhatsApp de seu celular quando um oficial de justiça chegou na sua casa com um mandado de busca e apreensão dos aparelhos celulares dele e de sua esposa.

Na decisão, os desembargadores também mantiveram as medidas cautelares contra o ex-vereador, que o proíbe de manter contato com os outros réus na ação e determina o seu afastamento das funções na Câmara dos Vereadores de Petrópolis.

Confira também

Vereador pede afastamento de prefeito de Rio das Ostras

Para Marciel Gonçalves, Marcelino da Farmácia é “arauto da incompetência e da sacanagem” O vereador …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *