Ex-vereador e assessor são condenados por corrupção eleitoral

Preso desde outubro do ano passado por envolvimento em um esquema de apropriação indevida de parte da remuneração de cinco servidores nomeados em cargos de confiança e em função gratificada, entre 2013 e 2015, na Câmara de Vereadores de Casimiro de Abreu, o ex-presidente da Casa, Alessandro Macabu de Araújo, o Pezão, foi condenado a um ano e três meses de detenção em outro processo, esse por corrupção eleitoral. Ele foi denunciado por oferecer materiais de construção e pagamento dos custos com carteira de habilitação e contas de água em troca de votos durante a campanha de 2016.

Alessandro Pezão estava sendo investigado por conduta vedada pela lei eleitoral desde julho e no dia 14 de setembro de 2016 o Ministério Público, autorizado pela Justiça, realizou busca e apreensão na casa dele, tendo sido encontrados na residência orçamentos para compras de materiais de construção, boletos de constas de água (pagas e não pagas), bem como diversas carteiras nacionais de habilitação, em nome de eleitores.

Além de Pezão foi condenado o cabo eleitoral José Roberto Mendes dos Santos. O ex-vereador terá de prestar serviços a uma instituição durante uma hora por dia de pena e José Roberto a dor cestas básicas até ao valor total de cinco salários mínimos.

Confira também

Magé esconde contrato da locação de computadores

Gasto com aluguel desse tipo de equipamento aumentou muito nos últimos dois anos Quantos computadores …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *