Grupo de Rio Bonito manda agora em Nova Iguaçu

Dupla deixou a cidade de origem, passou por Silva Jardim e agora está dando ordens na Secretaria de Saúde iguaçuana, que já movimentou cerca de R$ 180 milhões este ano

Ninguém está entendendo nada na Secretaria de Saúde em Nova Iguaçu. A pasta tem como titular um nome muito respeitado na região, o médico Hildoberto Carneiro de Oliveira, mas quem estaria dando as ordens por lá é o ex-secretário de Desenvolvimento Urbano de Rio Bonito e ex-subsecretário de Obras em Silva Jardim, Isaias Class Figueiredo. Ele foi nomeado pelo prefeito Rogério Lisboa no dia 23 de junho, três dias após o blogelizeupires.com ter revelado que estaria tudo certo para que o secretário de Saúde de Rio Bonito, Matheus Rodrigues da Costa Neto (foto) se transferisse para Nova Iguaçu para ocupar o mesmo cargo entregue a Class. Além de amigo de Matheus, o subsecretário aparece como sócio dele na Art Empreendimentos Imobiliários e, segundo consta nos registros da Receita Federal, é um dos donos da Clasclei Serviços de Empreiteira da Construção Civil que, em 2008, firmou um contrato sem licitação para locar veículos para a Prefeitura de Rio Bonito, o que foi considerado ilegal pelo Tribunal de Contas e acabou resultando em uma ação de improbidade administrativa movida pelo Ministério Público.

A Secretaria de Saúde de Nova Iguaçu tem muitos problemas pendentes e uma grande rede deficiente, mas também tem recursos volumosos que se aplicados com competência e transparência podem melhorar em muito os precários serviços ofertados aos moradores. Entre janeiro e julho, por exemplo, a pasta movimentou cerca de R$ 180 milhões e boa parte disto com maus explicados contratos sem licitação com alegação de “emergência” e duas dessas emergenciais foram em favor das empresas Mendes Santos e Ônix Serviços, sediadas em Rio Bonito e Silva Jardim, respectivamente. Só estas duas “emergências” somam R$ 12,6 milhões, R$ 5.914.739,40 para a Mendes Santos e R$ 6.765.332,16 para a Ônix Serviços, que é controlada pelo empresário Alexanderson Miranda, o Alê, genro do ex-prefeito de Silva Jardim, Antonio Carlos Lacerda.

Além de Isaías, o prefeito Rogério Lisboa abrigou em seu governo outro ex-homem forte de Rio Bonito. O advogado Leandro Goes Weber – que foi procurador naquela cidade no período em que Matheus Neto foi vice-prefeito e assessor jurídico em Silva Jardim – no tempo em que Matheus foi titular da Secretaria de Planejamento na cidade do Mico Leão Dourado – tem um cargo de assessor especial no gabinete de Rogério, mas estaria mandando mais do que muitos secretários.

O contrato sem licitação entre a Clasclei Serviços e a Prefeitura de Rio Bonito foi firmado no dia 11 de julho de 2008. O valor inicial era R$ 397.149,99, mas foi feito um aditivo de R$ 316.956,25, chegando ao total de R$ 714.106,24. O contrato foi apontado como irregular no ano seguinte pelo Tribunal de Contas e o relatório da avaliação do TCE foi enviado ao Ministério Público que, em abril deste ano, ajuizou uma Ação Civil Pública por ato de improbidade administrativa contra o prefeito José Luiz Alves Antunes, o Mandiocão, que está no terceiro mandato. Ele já havia governado o município de janeiro de 2005 a dezembro de 2012, cumprindo dois mandatos consecutivos, sendo quem em sua segunda gestão Matheus Neto era vice-prefeito.

No entender do MP a contratação da Clasclei foi efetuada sem respaldo legal, ignorando os princípios da isonomia, impessoalidade, legalidade e moralidade. “Constata-se que os demandados deliberadamente procederam a contratação direta da empresa Casclei com dispensa indevida de licitação, levando ao enriquecimento ilícito da pessoa jurídica de direito privado, causando dando ao erário público. A contratação mediante processo ilegal ocasiona lesão ao patrimônio público, ainda que não se demonstre superfaturamento ou inexecução do objeto pactuado”, citou a promotoria na ação.

 

Leia Também

Feira de beleza mostra as últimas novidades do setor em Rio das Ostras

Com um faturamento que pode chegar a R$ 127 bilhões até o fim do ano …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *