“Jô Soares Onze e Meia” era exibido pelo SBT

Foi no SBT que Jô Soares pode mostrar seu lado de entrevistador. No ano de 1988 estreou o “Jô Soares Onze e Meia”, seu primeiro programa de entrevistas. Na foto, o apresentador com Marilia Gabriela, em programa que foi ao ar naquele ano / Arquivo GB Imagem

Apesar de ser chamado de “Jô Soares Onze e Meia”, o programa dificilmente começava às onze e trinta da noite, a atração geralmente ia ao ar depois da meia noite e meia, pois já naquela época Silvio Santos mudava constantemente a grade de programação de sua emissora. O programa apresentado pelo gordo mais famoso do Brasil foi ao ar pelo SBT de 16 de agosto de 1988 a 30 de dezembro de 1999. Inicialmente, era exibido somente às terças-feiras, passando a ser de segunda a sexta-feira pouco tempo depois. Em 1992, o grande destaque da atração foi a “CPI Eletrônica”, que nada mais era do que entrevistar todos os dias algum integrante da CPI que investigava a corrupção no governo Fernando Collor. Após o término de seu contrato com o SBT, Jô Soares retorna a Globo no ano 2000, na qual apresentou “O Programa do Jô”, no mesmo estilo do extinto “Jô Soares Onze e Meia”, programa que o consagrou definitivamente como um dos entrevistadores mais famosos do Brasil. A atração será extinta no final de 2016 e atualmente Jô se dedica a projetos pessoais.

Em 1958, Jô Soares estreou na televisão nos programas “Noite de Gala” e “TV Mistério”, este com Tônia Carrero, Paulo Autran e Adolfo Celi, ambos na TV Rio. Menos de um ano depois, começou a escrever e atuar em programas humorísticos na extinta TV Continental e a fazer participações no “Grande Teatro” da também extinta TV Tupi, com o Grupo dos Sete, estrelado por Fernanda Montenegro, Ítalo Rossi, Sérgio Brito e Aldo de Maia.

De 1961 a 1970 Jô Soares foi da equipe da TV Record. Nesse período trabalhou como comediante e autor de diversos programas como “La Reuve Chic”, “Jô Show”, “Praça da Alegria” e “Quadra de Azes”.

Em março de 1967, Jô Soares estreava à frente de um dos maiores sucessos da TV brasileira de todos os tempos: “Família Trapo”. O ano de 1970 marcou a entrada de Jô Soares na Rede Globo. Durante os 17 anos em que ficou na emissora, ele atuou e escreveu para os humorísticos “Faça Humor Não Faça Guerra”, “Satiricon”, “Globo Gente”, “O Planeta dos Homens” e “Viva o Gordo”. Depois, em 1988, foi para o SBT onde estreou o “Veja o Gordo”. O sucesso foi tanto, que Silvio Santos pediu que ele comandasse o programa de entrevistas “Jô Soares Onze e Meia”.

Confira também

A saga de Maria Moura

Sucesso absoluto de audiência, a minissérie também foi lançada em DVD Maria Moura era uma …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *