Memórias Inventadas

“Memórias Inventadas” reúne três livros de Manoel de Barros de poesia em prosa. A ideia inicial proposta a Manoel era a de escrever as várias fases de sua vida, cada uma em um volume. Em 2003, ele publicou “Memórias Inventadas: a infância”. Depois do primeiro livro da série projetada, o poeta percebeu, contudo, que a escrita da memória, a memória do poeta, teria que ser sempre a escrita de uma infância — imaginária, sim, porém enraizada na experiência vivida. As três idades do homem seriam três infâncias. A infância é seu manancial permanente de inspiração e trabalho. Em 2006, saía “Memórias Inventadas: A Segunda Infância “ e, em 2008, “Memórias Inventadas: A Terceira Infância”. A Editora Alfaguara publica agora o conjunto, que possui notável unidade temática e formal. Na obra de Manoel de Barros, a dificuldade/originalidade de elaboração da linguagem é, paradoxalmente, revestida de extrema simplicidade. Esse é o segredo de seu sucesso popular e do apreço que os especialistas têm por sua poesia. O livro tem 112 páginas.

Confira também

Mudbound – Lágrimas Sobre o Mississipi

A tímida Laura (Carey Mulligan) acredita ter tirado a sorte grande quando encontra Henry McAllan …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *