O POETA DOS ESCRAVOS

Em 6 de julho de 1871, morria o poeta Castro Alves

Antônio de Castro Alves nasceu na Bahia, na Fazenda das Cabaceiras, próximo a Curralinho, atual cidade de Castro Alves, no dia 14 de março de 1847.

Castro Alves, depois do curso preparatório no Ginásio Baiano, estudou Direito no Recife e depois em São Paulo. Toda a sua atividade intelectual decorreu nessas duas cidades e no Rio de Janeiro.

Não chegou a terminar o curso em São Paulo porque, num acidente de caça, feriu casualmente o próprio calcanhar e teve que ter amputada a parte inferior da perna. Desgostoso e enfraquecido, contraiu tuberculose e morreu aos 24 anos de idade, no dia 06 de julho de 1871, deixando uma obra de incalculável valor.

O valor de sua obra não é apenas artístico, mas também por ter um sentido social e político, em defesa dos ideais populares como a abolição da escravatura.

É considerado o “Poeta da Abolição”, o “Poeta da Raça” e o “Bardo Nacional”.

Em pouco mais de onze anos de atividade literária, Castro Alves conseguiu marcar indelevelmente o seu nome na literatura brasileira.

Confira também

Óculos de sol: mais do que beleza, são uma necessidade!

Até bem pouco tempo, os óculos de sol eram apenas acessórios de beleza que conferiam …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *