Quem é rainha, nunca perde a majestade

Vivendo uma nova fase profissional, Xuxa continua brilhando frente ao “Dancing Brasil”

Pode-se dizer que Xuxa renasceu das cinzas quando estreou a primeira temporada do “Dancing Brasil”, em abril de 2017. A loira voltou aos holofotes da audiência, coisa que não vinha conseguindo desde sua estreia na Record TV, em meados de 2015. Seu programa, batizado de “Xuxa Meneghel” não conseguia manter-se na vice-liderança, chegando até ficar em terceiro e quarto lugar na guerra do Ibope. Mas tudo mudou quando a emissora resolveu comprar o formato da Endemol, baseado no americano “Dancing With The Stars”, aliás, muito parecido com o “Dança dos Famosos”, do “Domingão do Faustão”, na concorrente Globo, este, versão do britânico “Strictly Come Dancing”.

Com novo visual, agora com os cabelos bem raspadinhos, Xuxa é só alegria / Blad Meneghel

A verdade é que o reality da Record TV devolveu o brilho à eterna Rainha dos Baixinhos. Agora em sua quinta temporada, que estreou no início do mês, o “Dancing Brasil” continua fazendo bonito e agradando o telespectador fã da dança, não só por causa de Xuxa, mas também pelo talento dos participantes famosos.

Recentemente Xuxa esteve no “Programa da Maisa”, no SBT no qual participou do quadro “Banho de Sabedoria”, onde os tuites mais ácidos dos internautas são analisados. Sem papas na língua, Xuxa rebateu um tuite que criticava suas rugas. “As pessoas não aceitam eu ficar velha. Aceita que dói menos, porque eu me aceito tanto e curto cada ruga minha”, disparou. Sobre o tuite que afirmava que sua voz é irritante, Xuxa foi categórica: “eu também não gosto da minha voz, mas eu bati recorde de vendas com essa voz irritante”.

Líder absoluta de audiência nas manhãs dos anos 80, Xuxa foi ídolo de uma geração inteira de crianças que assistiam diariamente, o “Xou da Xuxa”. O tempo passou e quem é rainha, nunca perde a majestade.  Conhecida como “Rainha dos Baixinhos”, Xuxa agora vive uma nova fase profissional e pessoal; há alguns anos o coração da loira anda batendo mais forte por causa do ator Junno Andrade, com que parece viver um romance cheio de paixão.

Quando não está trabalhando, Xuxa gosta de se cuidar. Tem um personal trainer e gosta de ler tudo que diga respeito à boa forma. Não é à toa que ela considera Demi Moore e o falecido John-John – duas pessoas que sempre se dedicaram ao preparo físico – seus modelos de beleza.

Para quem não sabe, Xuxa nasceu Maria da Graça Meneghel; ela recebeu esse nome por causa de uma promessa feita por seu pai, Luís Floriano, na hora de seu nascimento. Em plena sala de parto, ele soube que sua mulher, Alda, e a criança corriam perigo e se comprometeu a render graças a Deus no nome da criança, se tudo corresse bem. Isso tudo aconteceu em 27 de março de 1963, quando nasceu a pequena Maria da Graça Meneghel, um lindo bebê de cabelos louros e olhos claros. E o famoso apelido apareceu logo. O irmão Bladimir olhou a recém-nascida e não teve dúvidas e a chamou de Xuxa. A família nem imaginou que o nome tornaria sinônimo de sucesso, talento e fortuna.

Natural de Santa Rosa, cidade do Rio Grande do Sul, Xuxa quando criança era muito magrinha, e alguns conhecidos a chamavam de Olívia Palito; quando ela tinha sete anos seus pais se mudaram para o Rio de Janeiro.

A vida de Xuxa começou a mudar aos 15 anos. Ela estava no trem quando foi vista por um funcionário da Bloch Editores, que a seguiu até a porta de casa e propôs que ela fizesse um teste para ser modelo. Aos 16 anos, a Rainha apareceu na revista “Carinho” e nunca mais parou. Por causa deste turbilhão profissional, a apresentadora teve uma adolescência atípica, dedicada ao trabalho. 

Em 1983, Xuxa iniciou sua carreira de apresentadora de TV na extinta Rede Manchete, em “O Clube da Criança”, levada por Maurício Sherman. Lá, conheceu Marlene Mattos, sua empresária até junho de 2002. Em 1986 recebeu uma proposta da Rede Globo e estreou o “Xou da Xuxa”. Em 1988, com a carreira consolidada na nova emissora, veio uma grande paixão, Ayrton Senna.

A grande mudança na vida de Xuxa foi em julho de 1998, com o nascimento de Sasha, sua filha com o ator e empresário Luciano Szafir. A apresentadora mudou sua vida por causa de Sasha. Ela reconhece que a chegada da menina significou uma verdadeira revolução na sua maneira de ver a vida: “Tive que aprender a segurar um pouco mais a minha ansiedade”, admite.

Xuxa foi homenageada pela escola de samba “Caprichosos de Pilares” no Carnaval carioca de 2004. A agremiação teve como enredo “Xuxa e Seu Reino Encantado no Carnaval da Imaginação”. A apresentadora desfilou em cima do último carro, juntamente com as Paquitas.

Apesar da fama, Xuxa sempre procurou manter-se meio longe dos holofotes, principalmente quando o assunto é a sua vida pessoal. A apresentadora também fica alheia aos boatos maldosos de que estaria ultrapassada e segue fazendo o que gosta, ou seja, produzir alegria.

Xuxa não é mais considerada a “rainha da audiência”, mas ainda é um dos principais ícones da televisão brasileira e um dos nomes mais lembrados no mercado publicitário.

Confira também

“Elas Por Elas” é lembrada por causa do personagem Mário Fofoca

“Elas Por Elas” foi exibida pela Globo entre maio e novembro de 1982, com 173 …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *