Renúncia de Carlos Augusto faz Sabino romper o silêncio

Ex-prefeito de Rio das Ostras se manifesta, segundo ele “para marcar as diferenças de ações, atitudes e sentimentos”

Um ano, cinco meses e nove dias após ter deixado o governo depois de uma desastrosa tentativa de reeleição – ficou em terceiro lugar com 7.578 votos e ainda assim não teve a votação validada por estar inelegível – o ex-prefeito Alcebíades Sabino dos Santos (foto) quebrou o silêncio para, segundo se expressou em um texto divulgado ontem (9) nas redes sociais, “para marcar as diferenças de ações, atitudes e sentimentos” no momento político que a cidade está vivendo, com a anulação do pleito majoritário de 2016 e a eleição suplementar marcada para o próximo dia 24. Quem leu as palavras que Sabino julgou necessárias dizer interpretou como uma mensagem direta ao ex-prefeito Carlos Augusto Balthazar, que um dia antes divulgou um vídeo comunicando a retirada de sua candidatura.

Embora vários membros de seu grupo político estejam apoiando o candidato a prefeito pelo PV, Marcelino Carlos Dias Borba, o Marcelino da Farmácia, Sabino ainda não declarou o seu apoio a nenhum dos concorrentes, mas as palavras divulgadas por ele sugerem covardia e fuga, um discurso bem diferente do de Balthazar, que afirma ter renunciado para estabilizar a disputa, acabando de vez com a judicialização do pleito. “Lutar contra todas as dificuldades, receber todas as críticas, administrar em meio a maior crise que o Brasil já passou, sem recursos, sem apoio político, sujeito a todo tipo de incompreensões, mas mesmo assim encontrar forças para trabalhar todos os dias e cumprir o compromisso assumido até o fim não é para qualquer pessoa. Na eleição passada eu não estava iludido, ao contrário, eu sabia claramente das dificuldades e do verdadeiro sentimento do povo de Rio das Ostras naquele momento”, disse Sabino.

Em outro trecho o ex-prefeito afirma que sabia que o resultado seria muito duro para ele, mas não pensou em si: “Não fugi, assumi com coragem o desafio. Nunca me escondi das lutas e jamais me afastei do meu compromisso com o nosso povo e com a minha cidade”.

Confira também

Justiça nega Habeas Corpus e mantém ex-prefeito de Casimiro na cadeia

As pretensões de Antônio Marcos Lemos Machados de passar o Natal em liberdade se desfizeram …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *