TCE rejeita contas do ex-prefeito de Rio Bonito

Segundo o Tribunal, Mandiocão e Matheus Neto receberam salários de mais em 2012. Foto: Divulgação

Em decisão unanime, proferida no dia 8 de outubro, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) rejeitou as contas do prefeito de Rio Bonito José Luís Alves Antunes, o Mandiocão, referentes ao exercício de 2012. O prefeito que se reelegeu no pleito passado, embolsou, na ocasião, R$ 45 mil a mais de salários, segundo o TCE.  

Pelos cálculos da corte de contas, o prefeito teria que receber dos cofres públicos R$ 171.580,20 correspondentes a 12 salários mensais de R$ de R$ 14.298,35.

As irregularidades nas contas do prefeito também se estendem ao seu vice, Matheus Rodrigues da Costa Neto. Com salários equivalentes á metade do que ganhava o prefeito, ele “faturou” 120 mil em 2012, quando o correto, de acordo com o TCE era auferir R$ 93.010,36.

O TCE elencou uma série de irregularidades referentes às contas do prefeito. Uma delas foi a “ausência de esclarecimentos quanto aos valores de contribuições previdenciárias  dos servidores municipais , descontada em folha, que beira a R$ a 2 milhões.

Devido ao recebimento indevido de salários, tanto Mandiocão quanto Matheus, além do tesoureiro, Roberto Fernandes foram multados. O prefeito e o tesoureiro, em R$ 9.881,70 , cada um, e o vice, em  11.862,536 Ufir.

 O parecer que rejeitou as contas do prefeito será encaminhado a Câmara de Vereadores que pelo voto de dois terços de seus membros poderá negá-lo. Caso seja acolhido, Mandiocão e Matheus poderão ter seus mandatos cassados, além de terem seus direitos políticos suspensos. 

Confira também

Cai índice de homicídios dolosos na Região dos Lago

Dados estatísticos divulgados pelo Instituto de Segurança Pública, nesta quarta-feira (24) revelam que caiu o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *