TCU multa Graça Foster por atrasos em obras do Comperj

Graça Foster presidiu a Petrobras de 2012 a 2015 (Antonio Cruz/Arquivo/Agência Brasil)

O Tribunal de Contas da União (TCU) decidiu nesta quarta-feira (17) multar a ex-presidente da Petrobras Graça Foster em R$ 35 mil por irregularidades no contrato relativo à construção das tubovias da refinaria do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj).

Segundo o tribunal, a Petrobras não adotou as providências adequadas para sanar as interferências que provocaram atrasos na obra.

“É inadmissível que a presidente da empresa não tenha apontado, em suas justificativas, iniciativas por ela adotadas para acompanhar e corrigir problemas naquele que era o principal contrato de uma etapa crítica do maior empreendimento da história da companhia por ela dirigida e um dos maiores projetos de investimento da história do Brasil”, disse a ministra Ana Arraes, relatora do processo,

Mais 10 dirigentes da Petrobras também foram multados em valores entre R$ 10 mil e R$ 45 mil. Todos podem recorrer da decisão. (ABr)

Confira também

Deputados da Alerj evitam críticas a colegas

Os efeitos da Operação Cadeia Velha, deflagrada hoje (14) pela Polícia Federal (PF), repercutiram na …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *