TRE consulta Pezão sobre necessidade de tropas federais durante eleições deste ano

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) informou nesta quarta-feira (31) que encaminhou ao governador Luiz Fernando Pezão ofício pedindo informações sobre o processo eleitoral deste ano no estado. O TRE questiona se é possível garantir a ordem apenas com as forças de segurança locais ou se haverá necessidade de pedir o reforço de tropas federais.

Caso o governo estadual reconheça a necessidade de ajuda do governo federal, o secretário de Segurança, Roberto Sá, deverá elaborar parecer expondo os fatos que justificam o pedido e enumerando as zonas eleitorais que demandarão apoio. O documento também precisa indicar o juiz eleitoral a quem o efetivo deverá se apresentar.

De posse do parecer, o TRE deve encaminhar a solicitação ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que irá examiná-la e, caso considere pertinente, fará a requisição ao governo federal. Ainda que o governo do Rio de Janeiro considere suficiente o contingente regional, o presidente do TRE pode optar por dar sequência ao pedido.

As eleições deste ano serão realizadas no dia 7 de outubro, em primeiro turno, e no dia 28, em caso de segundo turno. Os brasileiros vão eleger presidente da República, governadores, senadores e deputados federais, estaduais e distritais (no caso do Distrito Federal).

Coalizão

O anúncio foi feito após reunião da Coalizão Eleitoral, criada para definir a logística e as ações de inteligência das eleições de 2018 no Rio de Janeiro. Liderada pelo TRE, ela é composta ainda pela Procuradoria Regional Eleitoral, pelo Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ), pela Secretaria de Estado de Segurança e por instituições ligadas à segurança pública, como a Guarda Municipal, o Corpo de Bombeiros e as polícias Rodoviária, Federal, Civil e Militar.

Além de discutir a segurança do processo, a Coalizão Eleitoral trata do combate às fake news (notícias falsas) e a práticas que possam ameaçar a lisura da campanha eleitoral, como abusos religioso, político ou econômico.

O TRE não deu mais detalhes das questões tratadas na reunião desta quarta-feira. O tribunal informou apenas que “foram debatidos outros assuntos estratégicos que não podem ser divulgados”. Com informações da  Agência Brasil

Confira também

Paraíso gastronômico da Itália inspira pratos em lançamento de projeto inovador em Rio das Ostras

Dia do Chef vai possibilitar que cozinha de restaurante tradicional da cidade seja utiliza por …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *