TRE mantém prefeita de Silva Jardim afastada do cargo

O Tribunal Regional Eleitora do Rio de Janeiro (TRE) negou na tarde de hoje (10)  embargos de declaração em favor de Maria Dalva do Nascimento (foto) e manteve a decisão anterior, de 2 de setembro, que a afastou do cargo de prefeita de Silva Jardim. A prefeita é acusada de “compra de votos, abuso de poder político e econômico e uso indevido dos meios de comunicação” nas Eleições 2016. A decisão prevê o imediato afastamento da atual prefeita e a convocação de novas eleições. Cilene, como é conhecida, foi eleita vice-prefeita em 2016 na chapa de Wanderson Gimenes. Ela assumiu a Prefeitura após a renúncia de Wanderson no ano passado. A decisão não é definitiva e a defesa da prefeita promete recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral.

Apesar de afastada, o Tribunal manteve seus direitos políticos. Dessa forma ela pode disputar as eleições municipais de 2020.

Confira também

Parecer prévio do TCE aponta desastre nas contas da Prefeitura de Silva Jardim

Repasses indevidos na Educação e irregularidades na previdência social podem levar Município ao caos financeiro …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *