Baixada deverá impor o ritmo da disputa pelo governo estadual em 2022, podendo lançar candidatura própria ao Palácio Guanabara

Por Cezar Guedes em 04/01/2021 às 23:33:13
André Ceciliano é o político da Baixada Fluminense de maior influência atualmente

André Ceciliano é o político da Baixada Fluminense de maior influência atualmente

O prefeito de Duque de Caxias, Washington Reis (MDB), anda de crista baixa desde que levou um tranco de um bigode grosso da política no estado por faltar com respeito aos demais prefeitos da região, se intrometendo onde não era chamado, mas continua afirmando que será candidato a governador em 2022, apesar de ter uma condenação penal e outras pendências judiciais na área cível. Só que a coisa não deverá ser do jeito que ele está pensando, pois há nomes na Baixada Fluminense mais leves e mais aceitáveis nos meios políticos que o dele, como os prefeitos Rogério Lisboa (Nova Iguaçu) e Waguinho (Belford Roxo), além do presidente da Assembleia Legislativa, André Ceciliano.

Com um cacife eleitoral e tanto, o máximo que a Baixada havia conseguido até então foi emplacar um filho da terra como vice-governado, Francisco Amaral. Isso aconteceu em 1986 com uma chapa encabeçada pelo ex-prefeito de Niterói, Welington Moreira Franco. Hoje a região tem um dos seus no comando da Assembleia Legislativa e quer avançar ainda mais.

A região em números – Formada por 13 municípios, a região tem quase de quatro milhões de habitantes e cerca de 2,2 milhões de eleitores. Este ano, por exemplo, foram às urnas para eleger prefeitos e vereadores 1.961,805 de votantes, sendo 438.635 em Duque de Caxias, 369.413 em Nova Iguaçu, 252.296 em São João de Meriti, 246.114 em Belford Roxo, 150.382 em Magé, 100.754 em Mesquita, 98.315 em Nilópolis, 74.755 em Queimados, 70.175 em Itaguaí, 57.414 em Japeri, 43.907 em Seropédica, 32.547 em Paracambi e 26.096 em Paracambi.

Em percentuais, Wagner dos Santos Carneiro, o Waguinho, foi o prefeito mais votado da Baixada este ano, chegando a 80,40%. Depois vem Jorge Miranda (Mesquita), 78,63%; Professor Lucas (Seropédica), 66,01%; Rogério Lisboa, 62,10%; Dr. João (São João de Meriti), 56,83%; Washington Reis (Duque de Caxias), 52,55%; Lucimar Ferreira (Paracambi), 52,23%; Abrãozinho David (Nilópolis), 48,97%; Marina Rocha (Guapimirim), 48,71%; Fernanda Ontiveros (Japeri), 38,52%; Glauco Kaizer (Queimados), 28,83%; Renato Cozzolino Harb (Magé), 27,13% e Rubão (Itaguaí), com 17,72%.

Comunicar erro
TV AO VIVO
Minha Casa Pre Fabricada