Cuidando com muito carinho de seu pet

Por Cosme N Braga em 10/02/2021 às 02:08:20

Os animais de estimação fazem parte da família, sendo que os mais populares são os cães e os gatos. Optar em ter animais em casa implica em responsabilizar-se por seu bem-estar e saúde, além de alimentá-los corretamente, é óbvio.

Vamos conhecer um pouco das particularidades de um cão. Assim como no ser humano, a pele é o maior órgão do corpo dos cães e funciona como uma barreira de proteção para o corpo. Na maioria das raças, a pele é quase totalmente coberta por pelos, a principal proteção do animal contra o sol e o frio. Ou seja, a pele e sua pelagem têm papel importante na saúde dos bichinhos.

Entretanto, muitos tutores possuem dúvidas sobre os cuidados com a pele e pelagem, acreditando em mitos que podem prejudicar a saúde dos cães.

Por exemplo, os xampus neutros para humanos não fazem bem para a pele do cão, podendo causar coceira, irritação e dermatite. O mesmo vale para o xampu para crianças, eles também não devem ser usados em animais.

Segundo os veterinários, outro erro frequente é pensar que todos os sabonetes e xampus para pets são iguais. A verdade é que preciso adequar o xampu e condicionador ao tipo de pelo do animal.

As variações, que incluem opções para pelos curtos, longos, claros, escuros, com tendência à oleosidade ou mais ressecados, pode até parecer exagero, mas não é. Pelos longos, por exemplo, tendem a embaraçar com maior facilidade e ficarem quebradiços. Algumas raças possuem pelagem mais oleosa e, o produto adequado pode ajudar a reduzir essa possibilidade. Pelos escuros perdem o brilho com mais facilidade e, os claros, podem manchar. E, assim como nos humanos, a pele dos bebês caninos também são mais sensíveis e precisam de formulações especiais.

Já vitaminas e leave-in, por exemplo, podem ser utilizados para melhorar a aparência dos pelos, fortalecendo e evitando pontas duplas. Mas vale ressaltar que, caso o animal tenha sido diagnosticado com doenças de pele ou alergias, é importante que utilize shampoos de tratamento, conforme indicação do veterinário.

E mais, o xampu indicado para cães nem sempre faz bem para a pele do gato. Sim, os felinos também tomam banho e precisam de produtos específicos, sendo que os gatos são muito sensíveis e podem se intoxicar com muita facilidade.

Outra questão que gera dúvidas é quanto à quantidade de banhos. Os veterinários explicam que banhos muito frequentes podem prejudicar a pele e até aumentar a oleosidade, que o que causa o mau odor, por isso ideal seria uma vez por mês, ou a cada 15 dias.

Uma dica que é muito importante, principalmente para quem dá banho em casa, é que a secagem dos pelos e subpelos deve ser total, pois a umidade também causa mau odor e pode gerar fungos na pele. Uma opção para ajudar os tutores na tarefa de manter o pet limpo por mais tempo são os banhos secos. No mercado pet, existem produtos específicos para esse fim. Fale com o seu veterinário sobre o assunto.

Seja um tutor consciente de sua responsabilidade para com o seu pet.

Comunicar erro
TV AO VIVO