Vacinação de idosos acima de 80 anos em Casimiro começa nesta sexta

Por Cezar Guedes em 11/02/2021 às 20:56:55
Tomaz Silva/Agência Brasil

Tomaz Silva/Agência Brasil

"Quando a vacinação dos idosos começa?". A dúvida mais frequente do casimirense nas redes sociais foi dissipada na quarta-feira 10 pela coordenadora municipal de imunização, Magna Miranda. A vacinação aos idosos começa em todo o Município nesta sexta-feira (12), a partir das 7h da manhã.
O primeiro grupo de vacinados será a faixa etária acima de 80 anos. Em seguida os de 75 a 79 anos; 70 a 74; 65 a 69 e por último, 60 a 64. Somente aqueles a partir de 75 anos serão vacinados nos domicílios. Os demais serão imunizados nas Unidades Básicas de Saúde por todo o Município.
"Nossa estimativa de vacinação é em cima do cadastro da Atenção Básica. Não temos como prever, por exemplo, o idoso que está de passagem, visitando a família.
No entanto, aquele que se mudou para Casimiro, há pouco tempo e que não teve tempo de se cadastrar, será vacinado", explicou Magna.
A coordenadora ressalta, porém, que o trabalho de imunização nessas faixas etárias somente avança, à medida que o Município receber novos aportes de doses da Coordenadoria Estadual de Saúde.
A vacinação será feita em casa, por meio de equipes da Atenção Básica de Saúde. O idoso não poderá ser vacinado em via pública (rua), tampouco no portão de sua residência. Além disso, a vacina terá que ser preparada no domicílio do vacinado. Outro item importante: ele terá que demonstrar por documento a sua idade.
Os agentes encarregados de fazer a imunização: enfermeiro, técnico de enfermagem, agente comunitário e motorista estarão com Equipamentos de Proteção Individual, porém o uso de luva é dispensável.
As doses estarão em uma caixa-térmica, cuja temperatura interna será mantida rigorosamente entre 2º e 8º Célsius.
O atendimento será feito por microrregião. O trabalho em uma localidade só começa, quando outro for encerrado.
Na quinta-feira 11, Casimiro de Abreu recebeu 340 doses da vacina Coronavac enviadas pela Secretaria Estadual de Saúde.
O quantitativo de vacinas – referentes à 1ª dose - é disponibilizado aos municípios por meio de uma planilha enviada pelo Ministério da Saúde.
De acordo com a Secretaria de Saúde, que se guia pelo PNI do MS, idosos e profissionais de saúde estão no grupo de maior risco e vulnerabilidade.
O MS alerta que no caso de não haver vacinas suficientes para atender todos os grupos, deve-se priorizar aqueles em maior risco e vulnerabilidade. Caso dos profissionais de saúde que atuam diretamente no combate à Covid e os idosos.

Comunicar erro
TV AO VIVO