Guapimirim alugou caminhões por valor suficiente para adquirir pelo menos dez: contrato ainda está em vigor

Por Cezar Guedes em 28/04/2021 às 21:05:04
Só pela locação de horas trabalhadas de caminhão basculante Guapimirim se propôs pagar R$ 3,461 milhões em um ano

Só pela locação de horas trabalhadas de caminhão basculante Guapimirim se propôs pagar R$ 3,461 milhões em um ano

Em abril de 2020 a Prefeitura de Aripuanã, no estado de Mato Grosso, comprou um caminhão basculante, com caçamba para 12 metros cúbicos, por R$ 325.900,00. No mesmo ano, três meses antes, a Prefeitura de Guapimirim, na Baixada Fluminense, havia alugado 21.120 horas trabalhadas de veículo com a mesma capacidade de carga, optando por pagar, durante um ano, R$ 2,112 milhões, o suficiente para comprar uma frota considerável, com sobra para cobrir as despesas com licenciamento e seguro.

Os contratos para locação de caminhões e máquinas pesadas sempre estiveram no radar do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro, que tem apontado irregularidades em vários deles, inclusive nos processos de licitação. Em Guapimirim a contratação aconteceu no último ano da gestão do prefeito Jocelito Pereira de Oliveira, o Zelito Tringuelê, mas o contrato continua valendo. O instrumento contratual de locação foi firmado em janeiro com a Nolasco Construções, Reforma e Instalações, com o valor total de R$ 10,7 milhões, incluindo outros itens.

Ao todo, no exercício de 2020, a empresa recebeu R$ 4,5 milhões dos cofres da municipalidade, pois o contrato não foi cumprido em sua totalidade até o fim da validade, que foi de 12 meses. Entretanto, o instrumento contratual foi prorrogado por mais seis meses pela prefeita Marina Rocha, pelo total de R$ 4.553.524,80, sem que o ato referente à renovação – publicado na edição 665 do Diário Oficial do município – informasse a quantidade de horas por equipamento licitado a ser usada em 180 dias.

Preço de 10 veículos – Além de horas trabalhadas de caminhão basculante com capacidade para transportar 12m3, a Prefeitura de Guapimirim contratou mais 19.008 horas de equipamento menor, um caminhão com caçamba para sete metros cúbicos, por R$ 1.349.568,00. Somando os dois valores contratados, a administração municipal se dispôs a pagar um total de R$ 3.461.568,00, o suficiente para comprar pelo menos 10 caminhões iguais aos adquiridos pela Prefeitura da cidade mato grossense.

Do Contrato 005/2020 constam ainda a locação de 46.336 horas de caminhão com carroceria por R$ 532.224,00; 4.224 horas de carreta com capacidade mínima para 60 toneladas ao total de R$ 1.098.240,00, além de 4.224 horas de hidrojat, por R$ 667.392,00.

Ainda tem 10.560 horas de escavadeira ao total de R$ 1.651.584,00, 4.224 horas de guindaste por R$ 418.176,00, 4.224 horas trabalhadas de máquina niveladora a R$ 422.400,00, 6.336 horas de trabalho de retroescavadeira a R$ 2.306.304,00, e 4.224 horas de rolo compressor ao custo total de R$ 156.288,00.

*O espaço está aberto para manifestação da Prefeitura de Guapimirim.

Comunicar erro
Anazon-Moda e Beleza