Minha Casa Pre Fabricada

Justiça manda prefeito de Paty do Alferes liberar profissionais de ensino

Mesmo com aulas suspensas professores tinham de comparecer às escolas

Por Cezar Guedes em 23/03/2020 às 00:03:21
O prefeito Eurico Neto optou por proteger os alunos, mas esqueceu os profissionais de ensino

O prefeito Eurico Neto optou por proteger os alunos, mas esqueceu os profissionais de ensino

A juíza Ana Carolina Gantois Cardoso, do plantão judiciário do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, determinou que Secretaria de Educação de Paty do Alferes, cidade do interior fluminense, libere os profissionais de ensino da obrigação de comparecerem às escolas, apesar de as aulas terem sido suspensas por 15 dias em decreto do prefeito Eurico Pinheiro Bernardes Neto, que, o entanto decidiu que os profissionais continuassem indo às unidades nas quais estão lotados.

A magistrada acatou pedido de liminar em ação civil pública movida pelo Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação para que a Prefeitura deixasse de abrir as escolas e convocasse professores extra classe, merendeiras, orientadores educacionais, auxiliares de serviços gerais, motorista para trabalhar.

"Determino ao requerido que todos os profissionais que exerçam suas atividades no ambiente escolar sejam dispensados do serviço, como professores e professores extra classe, merendeiras, orientadores educacionais, orientadores pedagógicos, secretários escolares, auxiliares de serviços gerais, motoristas que exerçam atividades ligadas à educação", destaca a decisão.

TV AO VIVO

Comentários