Novela inédita irá ao ar totalmente gravada

"Nos Tempos do Imperador" deve estrear em agosto com seus 155 capítulos finalizados, não permitindo alterações no rumo da trama durante a exibição

Por Cezar Guedes em 31/05/2021 às 11:52:52

"Nos Tempos do Imperador" será estrelada por Selton Mello, Leticia Sabatella e Mariana Ximenes e estreará já totalmente gravada / João Miguel Jr-RG

Que estamos vivendo novos tempos com esta pandemia, todo mundo já está cansado de saber. Mas, o que seria impossível há algum tempo atrás, quando ainda não éramos assombrados pelo novo coronavírus e suas variantes, agora é realidade. A Globo sempre se orgulhou em fazer as gravações de suas novelas baseando-se em pesquisas de opinião feitas durante a exibição da trama, para saber o rumo de cada personagem e assim dar o desfecho de cada um de acordo com o que o telespectador gostaria. Mas, isso ficou no passado. A emissora precisou mudar por completo sua maneira de gravar novelas. Além de seguir um rigoroso protocolo sanitário para o combate à Covid 19, "Nos Tempos do Imperador" estreará já totalmente gravada, sendo impossível assim fazer qualquer mudança no roteiro do enredo, caso o público rejeite algum personagem.

Seguindo em ritmo mais lento, as gravações de "Nos Tempos do Imperador" estão acontecendo e, se não houver nenhuma outra interrupção, as gravações da novela escrita por Alessandro Marson e Thereza Falcão devem terminar em julho, sendo que a sua estreia está prevista para agosto, assim que terminar a edição especial de "A Vida da Gente".

Caso o planejamento inicial da Globo pudesse ter sido seguido, a trama deveria ter estreado em março do ano passado, como substituta de "Éramos Seis". Mas, com o agravamento da crise de saúde todos os trabalhos foram cancelados e entrou no ar "Novo Mundo", com a promessa que a estreia de "Nos Tempos do Imperador" acontecesse após a reprise, afinal, uma seria continuação da outra. E não foi possível! O elenco só conseguiu voltar aos estúdios no final de novembro, sendo que neste ano houve uma nova paralização.

A intenção do diretor Vinícius Coimbra é entregar a novela finalizada, com 155 capítulos. Para tanto, por conta dos protocolos, os autores tiveram que reescrever várias sequências que já estavam prontas. Apesar de ter diminuído o número de artistas em cena, Alessandro Marson garante que a essência da trama não foi alterada.

O enredo da novela tem seu início em 1856 e vai até o fim da Guerra do Paraguai, em 1870. Para retratar o período do conflito, terão que ser gravadas cenas de guerra, que contarão com a ajuda da tecnologia para evitar a aglomeração de muitos figurantes em estúdio.

"Nos Tempos do Imperador" é ambientada no Rio de Janeiro e se desenvolve num Brasil jovem, que ainda busca sua identidade. A novela acompanha momentos importantes da vida de Pilar (Gabriela Medvedovski), Jorge/Samuel (Michel Gomes), o Imperador Dom Pedro II (Selton Melo), a Imperatriz Teresa Cristina (Leticia Sabatella) e Luísa, a Condessa de Barral (Mariana Ximenes), ao longo dos anos, e traz uma história de amor e esperança, com elementos históricos, que remetem aos dias atuais. "O resgate do contexto histórico somado às tramas envolventes e inspiradoras dos protagonistas, constroem uma novela com muita brasilidade, que promete gerar identificação com o público e abrir discussões para temas contemporâneos", ressalta Vinícius Coimbra.

Dom Pedro II, o viajante Imperador, querido pelo povo, trabalha pelo progresso do país e para ampliar os horizontes da população investe na educação. Tem ao seu lado a Imperatriz Teresa Cristina, com quem tem as filhas Leopoldina (Melissa Nóbrega / Bruna Griphao) e Isabel (Any Maia / Giulia Gayoso), fruto de um casamento político. E em uma de suas viagens com a esposa, sente o país ameaçado após um encontro inesperado com o general Solano Lopez (Roberto Birindelli), comandante das tropas do Paraguai. Além disso, ele precisa preparar as filhas para assumirem suas responsabilidades como membros da família real. Para isso, convida Luísa (Mariana Ximenes), a Condessa de Barral, para ser a preceptora das meninas. Ela é uma mulher moderna, educada na Europa, domina diversos assuntos e sabe muito bem aonde quer chegar. Ao conhecê-la, Dom Pedro II se vê arrebatado pela sua força e beleza, que o tiram do prumo e provoca uma reviravolta em sua vida pessoal.

Luísa também é a responsável por apresentar Pilar e Jorge/Samuel ao Imperador e esse encontro será decisivo. Dom Pedro II lutará de todas as formas para ajudar os dois na realização dos seus sonhos e vai igualmente lutar pelo Brasil, respeitando a Constituição, viajando pelo país mostrando-se acessível e disposto a atender aos anseios da população e mantendo um bom relacionamento com as províncias. Com isso, defende a integralidade do país evitando uma separação entre elas.

A jovem Pilar enfrenta, desde pequena, o peso de ser uma mulher do Século XIX. Determinada, tenta convencer o pai Eudoro (José Dumont), fazendeiro e coronel da Bahia, a deixá-la estudar. Pilar passou anos em um convento, onde estudou e teve ainda mais a certeza de que queria ir em busca do sonho de se tornar médica, um objetivo quase impossível na época, visto que as mulheres eram proibidas de ingressar nas faculdades.

Um país em construção, ainda na formação de um Império, como "Novo Mundo" retratou, em "Nos Tempos do Imperador" dá lugar a um Brasil em busca de uma identidade e do progresso, que será retratada através de personagens reais e fictícios. A novela deverá agradar ao público sedento por uma trama inédita no horário das 18 horas.

Comunicar erro
Anazon-Moda e Beleza