Professores de instituições privadas aprovam Estado de Greve e Ato Simbólico pela Defesa da Vida

Decisões foram tomadas neste sábado (5), em Assembleia Unificada Virtual. Ato acontece nesta segunda ( 7), em frente a Prefeitura de Rio das Ostras

Por Cezar Guedes em 05/06/2021 às 17:43:11
Sinpro Macaé e Região faz ato simbólico em Rio das Ostras contra retorno das aulas - Divulgação/Sinpro

Sinpro Macaé e Região faz ato simbólico em Rio das Ostras contra retorno das aulas - Divulgação/Sinpro

Professoras e professores de instituições privadas se reuniram na manhã deste sábado (5), por meio de Assembleia Unificada Virtual e aprovaram o Estado de Greve em defesa da vida. O objetivo é reforçar que a classe é contra o retorno das aulas presenciais sem que a pandemia esteja controlada, segundo os critério científicos apresentados por entidades sanitárias, tendo a Fiocruz e as universidades públicas como fontes de referência para estes critérios.

Durante o encontro virtual vários docentes lembraram que a situação, infelizmente, está longe de estar controlada no Estado do Rio de Janeiro, segundo os dados da própria Secretaria de Estado de Saúde, que acabou de proibir o retorno presencial das aulas na rede estadual de ensino.

ATO SIMBÓLICO - A Prefeitura de Rio das Ostras autorizou o retorno das atividades escolares presenciais por meio do decreto nº 2902, de 28 de maio de 2021. Por isso, um ato simbólico acontecerá em frente a sede da Administração Municipal nesta segunda (7), a partir das 8h. Com um pequeno grupo e obedecendo o distânciamento e o uso obrigatório de máscaras, profissionais da educação da rede privada pedirão ao Prefeito Marcelino que acate as orientações científicas.

"Não somos cobaia. Pouco mais de 10% da população do Brasil foi imunizada com as duas doses. Os professores de Rio das Ostras e outros municípios de nossa abrangencia começarão agora a ser vacinados. Não é a hora de voltar. Queremos segurança sanitária para nossos professores", disse Guilhermina Rocha, presidente do Sindicato dos Professores da rede privada de Macaé e Região.

PROPOSTA – Além do Estado de Greve e o Ato Simbólico, outras propostas foram aprovadas por meio de voto durante a Assembleía deste sábado: Denúncia junto ao Ministério Público do Trabalho; Debate de Educação : Ensino Híbrido; Campanha de Mobilização em defesa da Vida – "Não Somos Cobaias: Nossa Luta é pela Vida"; Reunião Ampliada com Pais, Mães, Responsáveis, Alunos e Comunidade; Notificação às escolas e faculdades sobre a responsabilização com a segurança e a vida dos professores.

O grupo deixou agendada a próxima assembleia para o dia 12 de junho por meio do aplicativo Google Meet, às 10h.

"O Sinpro Macaé e Região convoca a categoria a se mobilizar e não aceitar a pressão patronal para o retorno às atividades presenciais. Exigimos o cumprimento da pauta de reivindicação: Vacinação, imunização plena, testagem em massa, protocolos com rigor científico. O Sinpro Macaé e Região reafirma seu alinhamento com a comunidade científica, que de forma ampla e pública indica ser o retorno nesse momento inapropriado.Nosso compromisso é com a vida e a saúde de todos", afirma Guilhermina Rocha.

Comunicar erro
Anazon-Moda e Beleza