Pousada da pontinha rodape

Justiça Eleitoral rejeita prestação de contas de Jaime e Marcilene

Por Cezar Guedes em 29/03/2020 às 15:28:05

Às voltas para explicar sua dupla filiação partidária, a chapa Jaime Figueiredo (PROS) e Marcilene Xavier (PP), sofreu novo revés na Justiça Eleitoral. A prestação de contas eleitoral referente à campanha para a eleição suplementar de 8 março foi rejeitada pela juíza Daniela Correia, da 63ª Zona Eleitoral. A decisão é de 24 de março.

De acordo com denúncias do Ministério Público Eleitoral, acolhidas pelo Judiciário, houve irregularidades em despesas realizadas com combustíveis, sem que houvesse registro das locações, cessões ou publicidade com carros de som.

A chapa também não prestou contas do extrato bancário correspondente a todo o período de campanha, desde a abertura da conta. A legislação eleitoral obriga a abertura de contas bancárias pelos candidatos. Essas contas funcionam como um histórico das movimentações financeiras durante o período eleitoral.

Jaime Figueiredo foi o mais votado nas eleições suplementares de 8 de março, mas devido a uma suposta dupla filiação partidária, sua vitória está seriamente ameaçada.

Lapec

Comentários

Otica lider