A PRIMEIRA CRISE DA REPÚBLICA

Por Cezar Guedes em 22/11/2021 às 22:11:56
Deodoro da Fonseca liderou a rebelião e assinou o ato da Proclamação da República. Foi o primeiro presidente eleito do Brasil. Para evitar uma guerra civil, viu-se obrigado a renunciar / Arquivo GB Im

Deodoro da Fonseca liderou a rebelião e assinou o ato da Proclamação da República. Foi o primeiro presidente eleito do Brasil. Para evitar uma guerra civil, viu-se obrigado a renunciar / Arquivo GB Im

A renúncia de Deodoro da Fonseca foi, sem dúvida, o fruto da primeira grande crise do novo regime político, recém-implantado no Brasil. O marechal deixou o cargo, passando-o para o seu vice, o Marechal Floriano Peixoto.

Manuel Deodoro da Fonseca nasceu em Alagoas, em 1827. Foi considerado herói na Guerra do Paraguai e um dos líderes de todas as questões militares que acabaram ajudando o Partido Republicano a derrubar a monarquia.

Depois de ter proclamado o novo regime, assumiu provisoriamente a chefia do governo, nomeando uma comissão para elaborar um projeto de Constituição que seria apresentado ao futuro Congresso Constituinte da República.

Eleito presidente pelo Congresso Nacional, constituído pelo Senado Federal e Câmara dos Deputados, Deodoro teve que enfrentar um movimento de oposição.

Irritado com esta oposição, ele dissolveu o Congresso, apesar de não ter fundamento constitucional para isso, o que fez com que dias depois eclodisse a Revolta da Esquadra.

Para evitar uma guerra civil, Deodoro se viu obrigado a renunciar à presidência, no dia 23 de novembro de 1891.

Comunicar erro
Anazon-Moda e Beleza