LEVEZA E DIVERSÃO É O QUE PROMETE A NOVA NOVELA DA GLOBO

"Quanto Mais Vida, Melhor!" mostrará a história de quatro protagonistas que recebem uma segunda chance de vida

Por Cezar Guedes em 22/11/2021 às 22:27:30
Neném (Vladimir Brichta), Paula (Giovanna Antonelli), Guilherme (Mateus Solano) e Flávia (Valentina Herszage), após passarem juntos pela insólita experiência de um acidente aéreo, ganham da própria Mo

Neném (Vladimir Brichta), Paula (Giovanna Antonelli), Guilherme (Mateus Solano) e Flávia (Valentina Herszage), após passarem juntos pela insólita experiência de um acidente aéreo, ganham da própria Mo

A Globo estreia nesta segunda "Quanto Mais Vida, Melhor!", folhetim inédito na faixa das 19 horas. Escrita por Mauro Wilson, a novela é um convite a uma viagem por um mundo divertido e lúdico, que se passa em um Rio de Janeiro pós-pandemia.

Tijuca, Barra, Leblon foram os bairros escolhidos pelo autor para ser cenário da trama. E nesses bairros genuinamente cariocas é que vivem e trabalham Neném (Vladimir Brichta), Paula (Giovanna Antonelli), Guilherme (Mateus Solano) e Flávia (Valentina Herszage). Os quatro, que não se conheciam até o dia em que o destino os coloca dentro do mesmo avião, têm as histórias cruzadas. Após passarem juntos pela insólita experiência de um acidente aéreo e descobrirem que estão no céu, eles ganham da própria Morte (A Maia) uma segunda chance. E como só quem viveu a experiência de encará-la de frente e de forma inesperada eles retornam à Terra loucos para viver o amor de suas vidas, ávidos para realizar sonhos e tentar fazer diferente, consertando que parecia estar perdido. Sobretudo depois de a Morte advertir que, em um ano, um deles irá fazer sua passagem de forma definitiva.

"A novela é uma comédia romântica. Todos os personagens estão em busca do amor. A trama fala sobre a gente não ter certeza de nada, mas que, num piscar de olhos, tudo pode mudar. Esses quatro são os protagonistas, mas os outros personagens da novela também estão tentando se encontrar e procurando acertar o destino deles", explica Mauro Wilson que já foi roteirista de seriados e programas de humor e que agora faz sua estreia como autor titular de novelas.

Para narrar o enredo de encontros e desencontros da forma mais leve e descontraída possível, Allan Fiterman, diretor artístico da obra, lançou mão de diversos recursos e usou a criatividade na linguagem. Semanalmente, os protagonistas vão estrelar clipes musicais em que interpretam a mesma música, cada um com seu problema e em seu respectivo universo. Por diversas vezes, vão aparecer em cena com a tela dividida, para evidenciar o que sentem de forma simultânea. E quando a Morte tiver que aparecer, não será para dar susto em ninguém. Ela virá encarnada na figura de uma mulher linda e sedutora, mas que, graças a recursos de computação gráfica, terá uma superproporção em relação aos pobres mortais. "A aparição dela é uma inspiração no filme "Querida, Encolhi as Crianças". E nessa novela vamos trabalhar num tripé: drama, comédia e romance. Tem comédia, mas tem muita humanidade, para trazer a emoção para o público. A ideia é, nesse momento, trazer leveza e refresco para os dias árduos", defende Allan.

A trama começa com Neném, Paula, Guilherme e Flávia no aeroporto. Por motivos distintos, aleatórios e urgentes, os quatro precisam deixar o Rio de Janeiro e seguir para São Paulo, e se encontram no jatinho de Guilherme. Até aquele dia, nenhum deles imaginava que suas vidas já estavam interligadas. A viagem então põe em xeque o quanto é possível mudarmos nossas trajetórias e o quanto estamos predestinados a viver algumas experiências, amores, fracassos e alegrias.

Neném, jogador de futebol que viveu o auge da carreira no Flamengo, passou pela seleção brasileira, jogou na Europa, mas viu sua ascensão profissional ser abreviada por conta de uma rotina de boêmia e lesões no joelho, tenta voltar aos gramados, e precisa viajar para fazer um teste na Ponte Preta. Paula, uma bem-sucedida empresária, quer contratar um garoto-propaganda para a nova linha de produtos voltados para o público masculino, sua aposta para salvar sua empresa, a Terrare Cosméticos, de uma crise financeira iniciada na pandemia. Guilherme, médico renomado, proprietário da Clínica Monteiro Bragança, vai receber na capital paulista pela terceira vez o título de melhor cirurgião do país. E Flávia, dançarina de pole dance da boate Pulp Fiction, depois de se envolver em um assalto, se faz passar por aeromoça para não ser pega pela polícia com uma mala cheia de dólares.

Ao saber que o aeroporto está fechado pelo mau tempo e que o único avião a levantar voo será o jatinho de Guilherme, Paula pede ajuda ao médico para chegar a tempo de fechar o contrato com um modelo famoso, também cobiçado pela empresa de sua maior rival, Carmem Wollinger (Julia Lemmertz). Ele libera a entrada dela na aeronave, enquanto seu piloto, Jairo (Gillray Coutinho), torcedor fanático do Flamengo, reconhece o ídolo Neném, e também intercede junto ao patrão para que o jogador possa viajar com eles e conseguir fazer o teste para o novo clube. A contragosto, Guilherme é convencido pelo funcionário. Pressionado para decolar logo, Jairo vê Flávia uniformizada - ela acabara de roubar a roupa de uma aeromoça - e pergunta se ela topa fazer um voo extra para São Paulo. Ela aceita e parte antes de ser vista pelos policiais que a procuravam.

A aeronave ganha o céu. Perto de Ubatuba, o piloto se sente mal e apaga. Flávia, identificada pelo crachá como Thais, ainda tenta acordá-lo sem sucesso. Com o avião perdendo a altitude, Guilherme atesta que Jairo teve um infarto. Eles se desesperam até a queda, em meio a uma tempestade, na mata fechada. Sem contato com a aeronave, o controlador percebe a emergência e envia as equipes de salvamento para o local.

Enquanto isso, no Rio de Janeiro, as respectivas famílias começam a ser avisadas do acidente. Na Tijuca, o matriarcado que gira em torno de Neném se desespera com a possibilidade de perdê-lo. Na casa do jogador, além de sua mãe Nedda (Elizabeth Savala), vivem – na mais absoluta paz – as duas ex-mulheres dele, Jandira (Michele Machado) e Betina (Carol Garcia), e suas respectivas filhas com o jogador: Martina (Agnes Brichta) e Bianca (Sara Vidal). A turma, apoiada por Osvaldo (Marcos Caruso), agente do atleta, corre para o aeroporto em busca de notícias. Por lá, conhecem Rose (Bárbara Colen), ex-modelo e mulher de Guilherme, Celina (Ana Lúcia Torre), mãe do médico, e a Dra. Joana (Mariana Nunes), braço direito dele na clínica Monteiro Bragança. Por último, chegam Ingrid (Nina Tomsic) e Tuninha (Jussara Freire), filha de Paula e a governanta da casa da empresária na Barra da Tijuca, respectivamente.

O que eles – ainda sem saber se a tripulação do avião sobreviveu ao acidente – não imaginam é que os quatro entes amados estão em plena negociação com a Morte (A Maia). A própria, em pessoa. Mas, ela revela que, em um ano, um deles vai de fato fazer sua passagem de forma definitiva para outro plano. Após a surpreendente revelação, os quatro então são encontrados vivos pelas equipes de emergência e retornam para suas famílias com muitas urgências.

Neném precisa voltar a jogar e ganhar dinheiro para recuperar o salão de beleza de sua mãe, despejada por falta de pagamento do aluguel, e ainda pagar o tratamento de Bianca, sua filha caçula, que sofre com um problema no coração.

Guilherme precisa se acertar com o filho Antônio (Mateus Abreu), com quem mantém uma relação distante, e com a mulher, Rose (Bárbara Colen), com quem o casamento está estremecido.

Além das dívidas da empresa, Paula também precisa melhorar sua relação com a filha Ingrid, que ela destrata por não aceitar o perfil descolado da jovem. Ao contrário da mãe, superfashionista, ela não se preocupa em se adequar a padrões estéticos. A empresária também volta determinada a derrubar Carmem Wollinger (Julia Lemmertz), sua concorrente nos negócios.

A família de Flávia sequer sabia que ela tinha embarcado em um avião. Juca (Fabio Herford) é surpreendido quando a polícia vai até sua casa para descobrir o paradeiro de sua filha, acusada de roubar cerca de 20 mil dólares. A jovem foi criada pelo pai, abandonado pela mulher assim que a criança nasceu. Apesar de ter refeito sua vida com Odete (Luciana Paes), ele vive oprimido pela mulher, que não suporta a enteada. E Flávia aceitou a proposta de Cora (Valentina Bandeira) para participar do assalto numa tentativa desesperada de conseguir sua independência financeira.

São esses os fios dos inúmeros nós que, de capítulo em capítulo, atam e desatam as vidas desses quatro protagonistas.

Quem é Quem?!

Neném (Vladimir Brichta) – Nascido e criado na Tijuca, o ex-ídolo do Flamengo e da seleção brasileira, com passagens por times da Europa, tenta retomar sua carreira de jogador de futebol. A rotina de noitadas e bebedeiras contribuiu para o declínio de sua forma física e consequente aposentadoria precoce dos gramados.

Paula Terrare (Giovanna Antonelli) – Ambiciosa, não revela nem sob ameaça as histórias de seu passado. Ainda jovem, veio de Goiás para o Rio de Janeiro, onde conseguiu emprego como secretária na Terrare Cosméticos. Subiu na empresa e se casou com o Presidente, Celso (Cândido Damm). Com a morte dele, assume o comando da Terrare e logo se torna uma megaempresária acelerada, competente e mandona, do tipo que adora ser odiada pelos próprios funcionários.

Guilherme Monteiro (Mateus Solano) – Cirurgião renomado, eleito pela terceira vez o melhor do país, é herdeiro de uma família abastada. O filho único de Daniel (Tato Gabus Mendes) e de Celina (Ana Lucia Torre) tornou-se um adulto mimado e arrogante. Vive uma crise no casamento com a ex-modelo internacional Rose (Bárbara Colen).

Flávia (Valentina Herszage) – Foi criada pelo pai, Juca (Fabio Herford), que foi abandonado pela mulher assim que ela nasceu. Não tolera a madrasta Odete (Luciana Paes). Dançarina de pole dance da boate Pulp Fiction, entra numa roubada ao participar de um golpe com Cora (Valentina Bandeira).

Dona Nedda (Elizabeth Savala) – Matriarca forte e altiva, é o coração da família. Adora Neném (Vladimir Brichta) acima de tudo. Cabeleireira de mão cheia, deu o nome do filho ao seu tradicional salão de beleza, situado na Tijuca, o Neném Coiffeur. Com a crise financeira do filho, abraçou as noras Jandira (Micheli Machado) e Betina (Carol Garcia) como se fossem suas filhas.

Roni (Felipe Abib) – O irmão caçula de Neném (Vladimir Brichta) é o que na gíria se conhece como "chave de cadeia". Invocado, cresceu com inveja do jogador e deseja ter tudo o que o ele tem, mas sem se esforçar para isso.

Jandira (Micheli Machado) – Primeira ex-namorada de Neném (Vladimir Brichta), é mãe de Martina (Agnes Brichta), a primogênita do jogador. Convive com Betina (Carol Garcia), outra ex-namorada de Neném, e Bianca (Sara Vidal), a filha caçula do ex, em clima de irmandade.

Betina (Carol Garcia) – Segunda ex-namorada de Neném (Vladimir Brichta) a se instalar na casa da sogra, Nedda (Elizabeth Savala), que acolhe todo mundo em seu enorme coração de mãe. Fazia o tipo periguete e chegou por lá ainda grávida de Bianca (Sara Vidal).

Martina ou Tina (Agnes Brichta) – A primogênita de Neném (Vladimir Brichta) e Jandira (Micheli Machado) tem o pai como ídolo e sonha seguir a carreira dele. Além do talento para os gramados, a jovem também tem a personalidade estourada dele e não leva desaforo para casa.

Bianca (Sara Vidal) – É o xodó da família de Neném (Vladimir Brichta). Por conta de uma malformação congênita no coração, se cansa rápido e sente falta de ar. Com isso, preocupa a todos, principalmente, o pai, que sonha voltar a jogar futebol para conseguir pagar o tratamento médico da filha.

Osvaldo (Marcos Caruso) – O agente de Neném (Vladimir Brichta) é uma espécie de segundo pai para o jogador, já que o genitor biológico mesmo abandonou a família. Nunca se casou, vive dedicado à família do atleta e cultiva uma paixão platônica por Dona Nedda (Elizabeth Savala).

Tetê (Zezeh Barbosa) – É a vizinha fofoqueira e pão-dura. Sempre tenta pendurar o pagamento de seus serviços no já combalido Neném Coiffeur.

Edson (Stepan Nercessian) – Quando Neném (Vladimir Brichta) tinha 14 anos, e Roni (Felipe Abib), 12, saiu de casa como quem ia comprar cigarros e nunca mais voltou, abandonando a mulher, Nedda (Elizabeth) e os filhos.

Trombada (Marcelo Flores) – Jogador profissional contemporâneo de Neném (Vladimir Brichta), mas que já pendurou as chuteiras.

Teca (Karina Dohme) – A noiva de Trombada (Marcelo Flores) vai atentar Neném (Vladimir Brichta) até dizer chega. Seu sonho é fazê-lo quebrar a promessa feita a São Judas Tadeu, de não se envolver com ninguém enquanto não voltar a jogar num time profissional e marcar um gol.

Chicão (Sérgio Menezes) – Jogador do América, vai se apaixonar por Betina (Carol Garcia).

Rose (Bárbara Colen) – Ex-modelo internacional, parou de trabalhar a pedido de Guilherme (Mateus Solano) logo que engravidou de Antônio (Matheus Abreu).

Antônio/Tigrão (Matheus Abreu) – Filho rebelde de Guilherme (Mateus Solano) e Rose (Bárbara Colen), vai estudar no Colégio Estadual Albertina Correia, na Tijuca, depois de ter sido expulso de todos os colégios que estudou na Zona Sul da cidade.

Celina Monteiro (Ana Lucia Torre) – Apesar de psicanalista, tudo que a mãe de Guilherme (Mateus Solano) não tem é uma relação saudável com o filho único.

Daniel Monteiro (Tato Gabus Mendes) – Advogado aposentado, é casado com Celina (Ana Lucia Torre). Pelo temperamento pacífico, o pai de Guilherme (Mateus Solano) faz um contraponto à personalidade da mulher.

Deusa (Evelyn Castro) – Empregada da mansão dos Monteiro Bragança, é divertida, e a cada refeição deixa escapar uma "verdade" sobre a família.

Odaílson (Thardelly Lima) – Motorista da família, está arrastando asa para Deusa (Evelyn Castro). É o melhor amigo de Antônio/Tigrão (Matheus Abreu) na casa e conhece as pistas de skate onde ele se entoca na Tijuca.

Dra. Joana (Mariana Nunes) – Médica da Clínica de Guilherme (Mateus Solano), carrega no peito uma paixão platônica por ele. Sonha montar por lá uma ala para atendimento gratuito e tem apoio de Rose (Bárbara Colen) no projeto.

Soares (João Fenerich) – Médico da Clínica Monteiro Bragança.

Tuninha (Jussara Freire) – Empregada da casa de Paula (Giovanna Antonelli), conhece a fundo os segredos da empresária, e é quem cuida de Ingrid (Nina Tomsic) com extremo amor e zelo.

Carmem (Julia Lemmertz) – Presidente da Wollinger Comésticos, sonha acabar com o império de Paula (Giovanna Antonelli), a quem culpa pela morte do grande amor de sua vida, Celso Terrare (Cândido Damm).

Gabriel (Caio Manhete) – Filho de Carmem (Julia Lemmertz), retorna de Nova York, onde estudou nas melhores escolas de mixologia do mundo. De volta ao Brasil, ganha de presente da mãe um requintado bar para colocar seu conhecimento em prática.

Marcelo (Bruno Cabrerizo) – Vice-presidente da Terrare Cosméticos, mau caráter, oportunista, se faz amante de Paula (Giovanna Antonelli), mas na verdade é aliado de Carmem Wollinger (Julia Lemmertz), maior rival de Paula, que sonha destruí-la.

Cora (Valentina Bandeira) – Dançarina da Pulp Fiction, convida Flávia a participar de um assalto no aeroporto. O golpe não dá certo e ela acaba presa, e louca para se vingar da parceira, que escapou da polícia. Na prisão, se envolve com Roni (Felipe Abib).

Conrado (Alex Nader) – Miliciano em quem Cora (Valentina Bandeira) e Flávia (Valentina Herszage) tentam aplicar um golpe. Da cadeia, segue pressionando as duas para resgatar todo o dinheiro que perdeu quando esteve com elas.

Murilo (Jaffar Bambirra) - Músico da boate Pulp Fiction, se apresenta ao lado de Vanda (Ana Hikari) e Flávia (Valentina Herszage), quando ela troca a barra de pole dance pelo palco. Logo, cai de amores por ela, mas não será correspondido.

Morte (A Maia) – Aparece para Guilherme (Mateus Solano), Paula (Giovanna Antonelli), Neném (Vladimir Brichta) e Flávia (Valentina Herszage) no acidente de avião e retorna, pontualmente, para lembrá-los que, em um ano, um deles irá fazer sua passagem de forma definitiva.

Comunicar erro
Anazon-Moda e Beleza