Alvo de uma CPI e esvaziado politicamente, prefeito de Itatiaia estaria tentando ganhar tempo para consertar trapalhadas dos primeiros dias de governo, pedindo "paciência" a antigos aliados

Por Cezar Guedes em 23/05/2022 às 09:24:35
Ao que tudo indica o prefeito Irineu Nogueira vai precisar de muito mais que a paciência dos aliados

Ao que tudo indica o prefeito Irineu Nogueira vai precisar de muito mais que a paciência dos aliados

Quem viu o prefeito de Itatiaia, Irineu Nogueira, na noite do último dia 13 de março, data da eleição suplementar da cidade do Sul Fluminense, garante que o comportamento do alcaide já apresentava mudanças visíveis em relação ao mesmo Irineu, que se apresentava como um candidato humilde na busca por votos. Para se ter uma ideia da "transformação", poucos conseguiram chegar perto do político depois da vitória, já que o governante passou, dizem por lá, a se comportar como um popstar.

Para os aliados mais atentos, a "blindagem de Irineu" tinha, e tem, nome, sobrenome e até apelido, o ex-vereador de Resende, Luiz Carlos de Alencar Besouchet, mais conhecido como Kiko Besouchet, um político com o filme queimado na região. Ele foi afastado em 2015 no âmbito da Operação Betrug e é alvo de um processo criminal, mas contam nos meios políticos locais, que foi "ressuscitado" para a vida pública graças às conversas de pé de ouvido de José Maia, amigo de longa data de Kiko e considerado em Itatiaia um dos principais influenciadores de Irineu.

Quem frequenta os bastidores da política local, diz que o governo de Irineu foi praticamente todo montado por Kiko, que virou réu na vara criminal de Resende depois que o ex-controlador Cristian Viana resolveu colaborar com as investigações e fechou um acordo com o Ministério Público, o que aconteceu depois de sua prisão durante a Operação Betrug.

Ainda que não seja possível afirmar se Kiko participou ou esquema desmontado pelo MP na Câmara de Resende, o escândalo, por si só, já serviu para a população dar cartão vermelho para o político nas urnas, em suas tentativas de reeleição, mas Irineu não só ressuscitou Besouchet como teria dado amplos poderes ao ex-vereador ao nomeá-lo com chefe de gabinete. Coincidência ou não, o resultado das escolhas de Irineu, já pode ser sentido antes de o governante completar 60 dias de mandato.

Na última semana o governo de Irineu sofreu mais uma baixa com a exoneração do secretário de Administração Raphael Pinheiro, dias depois da dissolução da Controladoria e da Procuradoria Geral.

Enquanto isso, Irineu, que é alvo de uma CPI na Câmara por supostas irregularidades em um processo para compra emergencial de merenda escolar, estaria pedindo mais tempo a antigos aliados, para os quais ele teria virado as costas quando resolveu entrar na "bolha" criada por Kiko Besouchet e outros nomes de Resende.

*O espaço está aberto para manifestação dos citados na matéria.

Comunicar erro
Computadores na amazon
Anazon-Moda e Beleza