Claúdio Castro visita municípios da Baixada Litorânea e dá início a obras pela região

Por Cezar Guedes em 24/06/2022 às 22:39:57

Em cumprimento a sua agenda política, o governador Cláudio Castro esteve nesta quinta-feira, dia 23, em municípios da Baixada Litorânea. Em Rio das Ostras, retomou as obras do Colégio Estadual Maurício Medeiros de Alvarenga, que estavam paradas desde 2015. O investimento é de mais de R$ 19 milhões. Em Casimiro de Abreu, deu ordem de início de obras no bairro São Sebastião. Já em Silva Jardim inaugurou uma Casa do Trabalhador e assinou termos de cooperação técnica para drenagem e pavimentação no bairro Romanópolis.

A primeira parada do dia foi em Rio das Ostras. O Colégio Estadual Maurício Medeiros de Alvarenga estava desde 2015 com obras paradas. Com um investimento de R$ 19.717.000,00 do governo estadual, o equipamento terá capacidade para atender 800 alunos por turno e vai contar com 20 salas de aula, biblioteca, sala de artes, auditório, laboratórios de ciência e informática. As intervenções serão realizadas pela Empresa de Obras Públicas do Estado do Rio de Janeiro (Emop-RJ).

A instituição será equipada com auditório para 141 pessoas, refeitório com 180 lugares, cozinha modulada, despensa, áreas de serviço e de higienização e vestiários para funcionários. Na parte externa do terreno, com ligação direta ao corpo principal da escola, será implantado um ginásio coberto com quadra poliesportiva. Ainda está prevista a construção de dois blocos anexos para diferentes funcionalidades.

Casimiro de Abreu

Em Casimiro de Abreu, o governador assinou a ordem de início das obras nas ruas do bairro São Sebastião. Serão executadas intervenções de drenagem pluvial, rede de esgoto e pavimentação. Os trabalhos serão realizados pela Secretaria de Estado de Infraestrutura e Obras (Seinfra) e vão melhorar a qualidade de vida dos moradores, que têm problemas com alagamentos e para acessar suas casas em dias de chuva. O investimento nas intervenções do bairro é de R$ 3.971.726,96.

- Estou esperançosa com as obras, pois moro aqui há 11 anos e não tenho visto nenhuma mudança no bairro para beneficiar os moradores. A rua que eu moro tem bastante buraco, quando chove fica com muita lama. Situação difícil até para a gente caminhar - disse Tatiane Daudt Faria, moradora do bairro, animada com o anúncio.

Na ocasião, também foi assinado um Termo de Cooperação Técnica para elaboração de projeto e execução de obra de microdrenagem e pavimentação de diversos logradouros do bairro São João, 2° distrito do município.

Por Cezar Guedes
Comunicar erro
Computadores na amazon
Anazon-Moda e Beleza