Pousada da pontinha rodape

Exumação confirma troca de corpos dentro de Pronto-Socorro de Rio das Ostras

Por Cezar Guedes em 22/05/2020 às 12:45:04
Foto: 128ª DP

Foto: 128ª DP

A insistência da família de Raimundo Batista de Oliveira, 85 anos, surtiu efeito. Ele morreu na terça-feira (19) no Pronto-Socorro Municipal, com suspeita de Covid-19, mas seu corpo foi trocado por um outro corpo quando ainda estava dentro do hospital.

A confusão sobre o paradeiro do idoso só acabou quando a polícia exumou o cadáver do idoso, sepultado com o nome de Lucia no cemitério da cidade.

O caso veio à tona depois que chegou às redes sociais. Depois de constatado o fato, a prefeitura culpou as funerárias pelo desaparecimento. As empresas, porém, negaram a culpa, dizendo que os caixões estavam lacrados e com a identificação respectiva de cada cadáver.

"O corpo que estava no saco estava identificado como "Lúcia". O rapaz da funerária constatou", disse Denise Machado, nora.

Na quarta-feira, a prefeitura de Rio das Ostras emitiu uma nota afirmando que o o erro pela troca dos corpos foi da Funerária.

"Os responsáveis pelo caso são a Funerária, o Pronto-Socorro e a Prefeitura. Porque o Pronto-Socorro é da Prefeitura", desabafou Israel Gonçalves, neto de seu Raimundo.

O delegado da 128ª DP, Jorge Maranhão, afirmou que se a família não percebesse a troca o descobrimento do corpo seria impossível.

"Se a família do Sr. Raimundo não percebesse a troca, teriam ocorrido os sepultamentos e nunca iríamos saber desse erro", finalizou.

Raimundo era torneiro mecânico e tinha três filhos e dois netos. Seu sepultamento estava previsto para Duque de Caxias.

Matérias relacionadas:

Idoso suspeito de morrer por coronavírus tem corpo trocado em Pronto-Socorro de Rio das Ostras

Lapec

Comentários

Otica lider