Pousada da pontinha rodape

Ex-prefeito nega irregularidades no Concurso Público de Rio das Ostras

Por Cezar Guedes em 22/05/2020 às 19:38:18
Os candidatos aprovados no concurso de 2012 fizeram várias manifestações pedindo para serem convocados

Os candidatos aprovados no concurso de 2012 fizeram várias manifestações pedindo para serem convocados

O ex-prefeito de Rio das Ostras Carlos Augusto Balthazar negou irregularidades na contratação da Fundação Trompowsky, responsável pelo VI Concurso Público naquele Município, em 2012, conforme acusações do Ministério Público.

Em nota divulgada, Carlos Augusto disse que a Fundação foi contratada porque estava ligada ao Exército Brasileiro e "pela história de correção desta ilibada instituição".

A escolha, todavia foi fundamentada, segundo o ex-prefeito, em pareceres da Procuradoria Geral do Município e Secretaria Municipal de Controle Interno, além de pareceres técnicos das Secretarias Municipais de Administração e de Planejamento.

Na visão do ex-prefeito, as acusações de irregularidades esbarram na decisão dos desembargadores do Tribunal de Justiça, que validaram o concurso. Ele culpa adversários políticos de tentar denegrir sua imagem.

- Na verdade, já naquela época (2013), como agora, políticos mal intencionados e oportunistas e seus asseclas distorcem os fatos para tentar denegrir a imagem de adversários, ardil muito comum em ano eleitoral.

Contudo, esquecem que quem sofre com tais artimanhas são os mais de 3.000 candidatos aprovados e as suas famílias, além da própria população que fica carente de um serviço público de qualidade, especialmente na área da saúde em virtude da crise que vivemos.

O ex-prefeito nega que VI Concurso não foi invalidado e nem tão pouco o contrato com a Fundação Trompowsky foi rescindido, conforme divulgação da mídia.

_ Tem-se apenas uma decisão prolatada pelo Juiz da Comarca que entendeu que a instituição ligada ao Exército não teria comprovado capacidade técnica para realizar um concurso com mais de 100 mil candidatos.

Decisão idêntica, inclusive, já foi anulada pelo TJ e tanto eu quanto os Oficiais Generais do Exército que presidem a Fundação Trompowsky temos a certeza que teremos êxito em nossos recursos e que em breve as mais de 3.000 pessoas aprovadas poderão enfim iniciar as suas atividades como servidores públicos municipais da nossa amada Rio das Ostras.

Na nota, Carlos Augusto é enfático a todo momento ao defender a Fundação, que para ele "além de preencher os requisitos legais para executar o serviço, comprovou plena capacidade técnica para realização de concursos, tendo sido, inclusive, a responsável por vários certames no próprio Exército e em vários municípios".

O ex-prefeito não citou as irregularidades apontadas pelo Ministério Público como plágio de concursos e irregularidades no horário das provas.

Matérias relacionadas:

Juiz anula contrato de concurso público de Rio das Ostras de 2012 e condena ex-prefeito por improbidade administrativa

Lapec

Comentários

Otica lider