LOMADEE 1

Lindas imagens em um safari ecológico na Tanzânia

Por Cezar Guedes em 30/07/2020 às 13:16:31
Os animais oferecem ao turista o espetáculo da espontaneidade. Lutam, amam, amamentam e se reproduzem indiferentes a tantos cliques fotográficos, propiciando à Tanzânia

Os animais oferecem ao turista o espetáculo da espontaneidade. Lutam, amam, amamentam e se reproduzem indiferentes a tantos cliques fotográficos, propiciando à Tanzânia

Viajar e ficar no meio da natureza rodeado por bichos selvagens, longe da muvuca e correria da cidade grande e bem longe do novo coronavirus, no momento esse é sonho de uma grande maioria de brasileiros. Mas viajar agora é quase uma missão impossível, mas planejar está liberado! Por isso, pesquise, sonhe e se programe para uma viagem de férias inesquecível. Nesta semana a dica é Tanzânia.

A Tanzânia, paraíso que fica na Selva Africana, descobriu um grande filão turístico. Preservar a natureza e fazer safáris, que substituem os tiros por cliques fotográficos. Turistas do mundo todo vão ao país à procura de boas imagens, e com certeza as encontram. Na selva da Tanzânia, os visitantes trafegam com a maior tranquilidade entre os animais como se fossem um deles. Os safáris ecológicos não interferem na vida da rica fauna africana, que é composta por elefantes, leões, zebras, rinocerontes, gazelas, babuínos, hipopótamos e muitas outras espécies que só podemos ver no zoológico, ou na televisão. Em bandos, os animais propiciam um espetáculo deslumbrante para as lentes dos fotógrafos e cinegrafistas.

A curiosidade é que no vale de Olduvai, ao norte da Tanzânia, foram encontrados os fósseis mais antigos da nossa espécie, datando de milhões de anos atrás. O país abrange o antigo território de Tanganica e as ilhas de Zanzibar, Pemba e Máfia. Na parte continental, a paisagem é bastante diversificada: a planície costeira baixa sobre o Oceano Índico e tem clima tropical e chuvoso e concentra boa parte da população. Para oeste surge o planalto central, seco e infestado de moscas tsé-tsé. Ao norte, a região é montanhosa com encostas aptas para a agricultura. A região do lago Vitória é muito povoada. O Monte Kilimanjaro, o mais alto da África com seis mil metros de altitude, é localizado na região norte.

Pode-se dizer que a tão almejada convivência entre o homem e a natureza tem, na Tanzânia, o seu maior exemplo. Com uma área de quase quinze mil quilômetros quadrados, o Parque do Serengeti, um dos maiores do mundo, encontrou a solução para a preservação de sua fauna riquíssima através da exploração turística. Vale lembrar que os animais transitam em total liberdade, enquanto o homem, ávido em observá-lo, é obrigado em permanecer enjaulado nos veículos. Alheios, como se os carros fossem mais uma espécie a dividir com eles as delícias daquela planície a noroeste da África, os animais oferecem ao turista o espetáculo da espontaneidade. Lutam, amam, amamentam e se reproduzem indiferentes a tantos cliques fotográficos, propiciando à Tanzânia uma das maiores fontes de renda advindas do turismo no mundo.

Uma imagem africana bem distante do relato dos colonizadores ingleses, franceses, alemães e portugueses, que conquistaram o continente cercado pela fantasia e marcado pelas grandes aventuras, e dividiram-no em feudos imperialistas. Hoje, com o crescimento populacional, as áreas selvagens estão restritas a alguns parques nacionais, como do Serengeti. Acabou o romantismo em torno dos safáris cruéis, que renderam uma infinidade de filmes a Hollywood. Os cavalos deram lugar aos jipes e as longas filas de nativos carregadores foram substituídas por enormes caminhões. Os guerreiros que serviam de guias foram trocados por motoristas uniformizados e, finalmente, a caça aos animais, trocada pela caça às belas imagens que são registradas em fotos ou simplesmente guardadas na mente de quem visita esse maravilhoso paraíso natural.

Dados interessantes:

O nome oficial da Tanzânia é Jamhuri ya Muungano wa Tanazania, ou seja, República Unida da Tanzânia. A capital é a cidade de Dodoma, que tem pouco mais de 205 mil habitantes. Outras cidades importantes do país são: Dar-Es-Salaam, Mwanza, Tanga e Zazibar. Os tanzanianos são de origem banto, subdivididos em cerca de 120 etnias. Parte da população segue o Islamismo, mas o Cristianismo e os cultos tradicionais africanos também têm muitos adeptos. Em grande parte da Tanzânia se fala o Inglês e o Suahili, que são os idiomas oficiais, mas também existem várias línguas tribais. Não esqueça, é necessário visto para entrar no país!



TV AO VIVO

Comentários

rossis rodape