Minha Casa Pre Fabricada

Polícia investiga suspeita de venda de carne seca clandestina em escolas públicas de Saquarema

Por Cezar Guedes em 07/08/2020 às 10:48:12
 Carne era armazenada sem condições de higiene em Itaboraí - Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal

Carne era armazenada sem condições de higiene em Itaboraí - Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal

Imagine um alimento ser distribuído em escolas municipais de Saquarema com aspecto ruim, gosto de sebo e, pior, produzido em fábrica clandestina, com falta de controle de qualidade entre outras irregularidades? Tais suspeitas estão sendo sendo investigadas pela Delegacia do Consumidor (Decon). A fábrica clandestina fica em Itaboraí. Em redes sociais, moradores disseram que a carne vinha em cestas básicas escolares.

"A Decon instaurou inquérito policial para apurar as denúncias", afirmou a delegada titular, Daniela Terra. A delegacia, segundo ela, está aberta para que outras denúncias sejam feitas a respeito do produto. "É importante que as pessoas que foram lesadas registrem"

A fábrica clandestina de carne seca foi fechada nesta terça-feira (4) em Itaboraí, na Região Metropolitana do Rio. O dono da fábrica, Carlos José Castro da Silva, foi preso em flagrante. Foram apreendidas mais de 7,5 toneladas do produto na fábrica.

Na página Informe Itaboraí, usuários afirmaram que o produto foi distribuído em uma cesta básica de uma escola de Saquarema. Uma delas reclamou que não conseguiu cozinhar o produto.

"Além da aparência horrível, a carne era sebo puro. Não dava nem para pôr no feijão",

TV AO VIVO

Comentários