A pequena Pardinho pode ser uma boa opção para um final de semana inesquecível

Por Cezar Guedes em 22/11/2021 às 21:39:13
Pardinho é uma pequena cidade do interior de São Paulo, merecedora da expressão "a pequena notável", que preserva ares bucólicos, ruralidade intensa e alta qualidade de vida / Divulgação

Pardinho é uma pequena cidade do interior de São Paulo, merecedora da expressão "a pequena notável", que preserva ares bucólicos, ruralidade intensa e alta qualidade de vida / Divulgação

Pensando em passar alguns dias longe da agitação, bem perto da natureza e ainda desfrutar de uma linda paisagem e aproveitar a boa comida? Então seu destino deve ser a pequena Pardinho.

Intitulada a "Terra das Emoções", Pardinho está localizada na parte central do Estado de São Paulo, a cerca de 240 km da capital e pode ser considerada a porta de entrada da região da Cuesta Paulista (cuesta é uma forma de relevo em que colinas e montes têm um declive não simétrico, ou seja, suave de um lado e íngreme do outro. A palavra tem origem no idioma espanhol e significa encosta de uma colina ou monte). A cidade, ainda pouco divulgada a nível nacional, tem atraído inúmeros visitantes.

Pardinho é uma pequena cidade do interior, merecedora da expressão "a pequena notável", que preserva ares bucólicos, ruralidade intensa e alta qualidade de vida. Suas belas paisagens inspiram cenários fotográficos muito procurados por noivos e também por aqueles que desejam apreciar a natureza típica da Cuesta e o infinito céu noturno em seus variados fenômenos.

O município tem cerca de 6 mil habitantes e também investe em atividades de aventura, tendo como pano de fundo a maravilhosa vista do Gigante Adormecido, uma atração geográfica famosa que compõe o principal cenário da cidade e é ponto obrigatório de visitação e contemplação de toda a região. Seu relevo favorece cachoeiras em paredões perfeitos para rapel e caminhadas de todos os níveis, além de trilhas acidentadas muito apreciadas por ciclistas.

A cidade também se destaca pela localização, altitude e clima que confere o famoso "terroir da Cuesta" presente nos cafés e queijos premiados da região. O conhecido queijo Mandala, da Pardinho Artesanal (duas vezes "super ouro" no Concurso Mondial du Fromage), é fabricado de forma artesanal associada à alta tecnologia para preservar na sua matéria-prima, o leite, todas estas características locais. Os cafezais completam a paisagem e agradam aos mais variados paladares na diversidade de marcas, como Cuesta Café da Fazenda São Pedro do Pardinho, Café Daqui e Café Pelossini do Sítio Daniella.

Pardinho é dividida em três eixos turísticos: Vista do Gigante, Urbano e Cuesta Pardinho. Não deixe de conhecer a Tirolesa do Gigante, que fica na Estrada Municipal Constantino Pauletti, Km 6. A parada é obrigatória para quem vai conhecer a cidade. Afinal é ali que se tem uma das mais belas paisagens, com o Gigante Adormecido ao fundo. Trata-se de uma formação rochosa que aparenta um gigante deitado apreciando o céu. O relevo fica na cidade vizinha de Bofete, mas é a partir da cidade de Pardinho que se tem a melhor vista. A famosa tirolesa tem 800 metros de extensão com três lances mais o transporte de retorno em pau de arara, que por si só já é uma aventura. Ao descer, aprecie a beleza da Cuesta Paulista. O valor é de R$ 80,00 por pessoa.

Outro atrativo é andar de quadriciclo pelas trilhas entre as propriedades, em um sobe e desce no meio de muito verde – passeio que pode ser finalizado num banho de cachoeira. Os pacotes variam de R$ 250,00 a R$ 650,00.

Vale ainda conhecer a queda d"água no Sítiozinho, que é uma ótima opção para se refrescar. Para ir até lá, basta contratar o passeio de buggy. No sítio há duas lindas árvores centenárias que formam uma moldura na linda paisagem. O passeio de buggy custa de R$ 300,00 por uma hora a R$ 550,00 por três horas. Lembrando que podem ir até três pessoas.

Na mesma estrada, não deixe de dar um pulo na histórica Venda Vivan. O local era ponto de parada para troca de mercadorias no passado e hoje é um tradicional local de encontro de motociclistas e ciclistas. Eles servem bebidas e a famosa coxinha do Vivan. É uma mercearia que resgata os áureos tempos do interior, que comercializa desde sabonete até a saborosa Tubaína.

Para aqueles que apreciam uma aventura na medida certa, a Fazenda Três Barras abriu recentemente. A Cachoeira da Turbina de acesso moderado com trilha guiada fica em plena mata nativa, programa perfeito para restabelecer as energias com pacotes de R$ 35,00 a R$ 60,00.

Na Fazenda São Pedro do Pardinho, onde se encontra a charmosa cafeteria Cuesta Café, há o Coffee Tour, passeio obrigatório para os amantes dos cafés especiais a R$ 120,00 por pessoa.

Estes três últimos demandam reserva antecipada direta com os empreendimentos ou com as agências locais.

Pardinho possui estradas rurais de declive abruptos, cenários das provas Ecotrail Mountain Bike Pardinho e Road Brasil Ride, muito procuradas por ciclistas e motoqueiros.

No eixo turístico urbano não poderia faltar a Praça da Matriz característica das cidades do interior, que agrupa seu comércio e a centenária Igreja da Divino Espírito Santo. O Centro de Cultura Max Feffer, primeira construção cultural sustentável da América Latina, tem uma arrojada arquitetura que revela preciosas informações dignas de conferir.

Na divisa dos municípios, a tradicional família Prado, de pardinhenses natos, é proprietária do Ecoparque Pedra do Índio, que proporciona trilhas autoguiadas, revelando novas visões da Cuesta e um mirante espetacular de frente para as Três Pedras referidas como os pés do Gigante Adormecido. O acesso às trilhas tem uma taxa de R$ 10,00 por pessoa e um cardápio diferenciado à base de mandioca.

A famosa Tirolesa do Gigante tem 800 metros de extensão com três lances mais o transporte de retorno em pau de arara, que por si só já é uma aventura. Ao descer se pode apreciar a beleza da Cuesta Paulista / Divulgação

Pardinho tem vários restaurantes de encher os olhos e a barriga, claro! Além da Venda Vivan, você pode comer no famoso Casarão Eurico Nunes, que era uma antiga tulha de café. Vale dar uma paradinha para tomar um café, comer um doce delicioso ou experimentar as pizzas e os pasteis da Dani Cakes. O local está inserido em uma enorme e majestosa casa de época charmosamente decorada. Uma atração à parte é a Top 2 Açaí, espaço temático preparado para deixar as crianças à vontade e que tem sempre uma novidade para oferecer. O Bolla Restaurante, localizado no Mini Shopping, bem na área central da cidade, é também uma excelente opção para refeições noturnas. O Deck 976, que tem este nome devido à sua altitude, tem destaque com a localização privilegiada de frente para o Gigante Adormecido e seus drinks exóticos. O Varanda Pardinho, de arquitetura arrojada e recém-inaugurado, foi construído para desfrutar do belo pôr do sol de Pardinho. Outras opções são o Restaurante Paineira Velha e o Mirante do Açaí, com refrescantes opções para apreciar a exuberância daquela paisagem. Estando em Pardinho não deixe de experimentar os famosos Mandala e Cuesta, queijos premiados da Pardinho Artesanal. Os queijos caseiros, acompanhados dos cafés especiais, vinho ou cerveja locais, são um deleite ao paladar.

As opções de hospedagem são bem concorridas, pois são poucas pousadas, cada uma com seu charme. Os Chalés do Gigante encantam com sua elegância arquitetônica e bom gosto. Já os Chalés da Cuesta têm arquitetura que remete às construções europeias e a Pousada Tainã tem a melhor vista da Cuesta de Pardinho, sendo propícia para belas fotos. Outra opção prática e confortável em Pardinho é o Rodoserv Hotel.






Comunicar erro
Anazon-Moda e Beleza