LOMADEE 1

Polícia e MP cumprem mandados contra ex-diretores da Cedae

Por Cezar Guedes em 01/07/2020 às 15:09:21

Agentes da Delegacia de Defraudações e o Ministério Público estadual cumprem desde a manhã de hoje(1) 14 mandados de busca e apreensão na casa de ex-diretores e servidores da Cedae e de funcionários de uma empresa de engenharia. A Operação Águas Claras investiga fraudes em contratos da autarquia que explora serviços de água e esgoto em grande parte dos municípios fluminenses.

As investigações começaram há dois anos. As fraudes, segundo as investigações, ocorreram em licitações feitas em 2017 e 2018. Foram movimentados cerca de R$ 63 milhões. O grupo era beneficiado em dispensa de licitações e superfaturamento na aquisição de produtos.

De acordo com o Ministério Público, a empresa beneficiada tinha informações privilegiadas de serviços contratados que não precisavam de licitação. Há suspeitas de que Prefeituras do interior do estado também se envolveram no esquema. Um lobista era o responsável pela ligação entre a Cedae e a empresa.

PROPINA - As investigações apontaram ainda que os servidores recebiam propina para repassar essas informações. Ex-Diretores da Cedae eram procurados pelos empresários. Depois de pagamento de propina, feitos em dinheiro, cartão corporativo e mesmo aluguel de carros, os empresários recebiam a vantagem indevida

O Tribunal de Contas do Estado também participou das buscas. Um dos objetivos dos agentes foi encontrar contratos, telefones e outros documentos que comprovem a ligação fraudulenta entre esses servidores e a empresa.

TV AO VIVO

Comentários

rossis rodape