Vereador de Búzios acusado de vender e falsificar alvarás se entrega à polícia

Por Cezar Guedes em 30/04/2021 às 22:08:31

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio do Grupo de Atuação Especializada de Combate ao Crime Organizado (GAECO/MPRJ), obteve, nesta sexta-feira (30/04), o desfecho da operação Plastografos II, deflagrada na última quarta-feira (28/04), com o apoio da Coordenadoria de Segurança e Inteligência (CSI/MPRJ), para o cumprimento de mandado de prisão preventiva e de busca e apreensão em face de Lorram Gomes da Silveira (foto), vereador de Armação dos Búzios. Foragido desde então, e procurado pela Polícia Civil do Estado, o réu se entregou na manhã desta sexta (30), na Delegacia de Homicídios da Barra da Tijuca, tendo sido encaminhado ao Presídio José Frederico Marques.

Lorram é acusado de ter promovido, constituído, financiado e integrado organização criminosa dedicada à prática dos delitos de corrupção passiva, uso de documento falso e estelionato. Segundo o apurado, houve a instalação de um sistema de "venda de alvarás" envolvendo servidores públicos e despachantes atuantes em Búzios. Com os depoimentos e a análise dos dados de aparelhos celulares apreendidos, restou identificado Lorram Gomes da Silveira como líder da organização criminosa que, inicialmente, dedicava-se à facilitação e agilização da expedição de alvarás originais, mediante o pagamento de vantagem indevida. Posteriormente, o grupo passou a falsificar os alvarás negociados.

(Com informações da Coordenadoria de Comunicação Social do MPERJ.
Comunicar erro
Anazon-Moda e Beleza