A Conjuração Mineira

Inconfidência Mineira ou Conjuração Mineira foi um movimento revolucionário que eclodiu no dia 15 de março de 1789, na cidade de Vila Rica, atual Ouro Preto, em Minas Gerais, quando Joaquim Silvério dos Reis denunciou seus companheiros, antes mesmo que o movimento fosse colocado em prática.

Tiradentes assumiu sua participação na Conjuração Mineira e acabou sendo enforcado por isso. Além de livrar-se do jugo português, os revolucionários queriam a criação de uma universidade no Brasil, a instalação de um governo republicano e a abolição da escravatura. Foto da obra “Martírio de Tiradentes”, óleo sobre tela de Francisco Aurélio de Figueiredo e Melo (1854 – 1916) / GB Imagem

Vila Rica era a sede da Capitania de Minas Gerais, uma das mais desenvolvidas na época. O desenvolvimento aliado à influência da libertação das colônias da América do Norte do jugo inglês e das ideias mais liberais nascidas na Europa fez com que surgisse o ideal bastante arrojado de tornar o Brasil independente.  A denominação “Inconfidência Mineira” é imprópria porque, na época, inconfidentes eram os traidores de Portugal, mas para nós tratando-se de um movimento nacionalista que nada tem a ver com traição, a denominação exata é “Conjuração Mineira”.

Ao assumir o governo de Minas Gerais, o Visconde de Barbacena procedeu a “Derrama”, ou seja, a cobrança dos impostos atrasados sobre o ouro. O levante contra o pagamento dos tais impostos deveria ocorrer no dia 14 de março de 1789, mas a cobrança foi suspensa sem maiores explicações.

Na verdade, o governo da Capitania foi informado por delatores, entre eles Joaquim Silvério dos Reis, de que haveria um protesto sangrento e preparou uma armadilha para prender os conjurados.

A maioria dos envolvidos na conjuração eram homens de posses e intelectuais que conseguiram se inocentar de sua culpa enquanto que o alferes Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, assumiu sozinho toda a liderança do levante e acabou sendo enforcado por isso três anos depois.

 

 

 

 

Confira também

Quem é rainha, nunca perde a majestade

Vivendo uma nova fase profissional, Xuxa continua brilhando frente ao “Dancing Brasil” Pode-se dizer que …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *