Usar batom é preciso! As nuances encarnadas continuam fascinando as mulheres

Por Cosme N Braga em 23/04/2021 às 11:03:21
O Batom vermelho é uma verdadeira arma na mão de uma mulher! Os tons encarnados sempre serão sinônimos de sensualidade e de elegância / GB Imagem

O Batom vermelho é uma verdadeira arma na mão de uma mulher! Os tons encarnados sempre serão sinônimos de sensualidade e de elegância / GB Imagem

Neste tempo no qual todos nós precisamos usar máscaras, a maquiagem poderia ter ficado em segundo plano, no entanto manter a autoestima elevada é preciso. Daí que algumas mulheres perceberam que se a máscara esconde parte do rosto, por outro lado evidencia os olhos.

Mas, como fica o batom? E aquele batom vermelho teria perdido o seu poder? A resposta é "não". Batom nenhum perdeu o poder.

Batom sempre foi símbolo de sedução e a boca continua exercendo fascínio e sedução. A imensa maioria das mulheres continua usando batom. Não importa qual é o tom – nude, roxo berinjela ou vermelho intenso – o batom é objeto de desejo delas que adoram ter a sensualidade acentuada.

O batom vermelho reina absoluto. Não importa as guinadas que as tendências em maquiagem tenham dado. Mas, nunca é demais lembrar que as nuances básicas – chamadas de nude – são garantia para não errar na boca porque vai bem com qualquer vestimenta e ainda dá para caprichar mais na maquiagem dos olhos. Aquele "olhão" bem delineado combina bem com bocas naturais.

O roxo e o berinjela pouco a pouco conquistaram as mulheres e vão muitíssimo bem à noite ou quando a ocasião pede produção mais elaborada. Continuam reinando absolutos em tempos de baixa temperatura.

Agora, aquelas que pretendem arrasar podem apostar no vermelho e suas variações que vão do cereja, vinho, vermelho alaranjado e o vermelho tomate, o preferido. O tempo passa, as tendências da moda mudam, mas o batom vermelho é eterno.

O batom sempre foi sinônimo de sensualidade desde os tempos mais antigos. Segundo alguns historiadores, tudo começou no Egito com Nefertite que buscava a sensualidade pintando a boca com hena, raízes e outros pigmentos naturais.

Milhares de anos se passaram até que no início do Século XIX, Rhocopis, um perfumista francês criou o baton serviteur, ou seja, uma massa consistente composta de talco, óleo de amêndoas, essências e pigmento vermelho. A novidade era vendida em porções envolvidas em papel de seda e, de imediato, conquistou as atrizes e as prostitutas do mundo inteiro.

O produto não era muito bem visto pelas senhoras, mães de família, que morriam de vontade de experimentar, mas não tinham coragem. .

Demorou praticamente 100 anos para que o batom se popularizasse. Foi durante o período da Primeira Guerra Mundial, quando as donas de casa foram obrigadas a fazer "serviço de homem", já que quase todos estavam no front, por isso, alguém teve a feliz ideia de modificar a vestimenta feminina substituindo os espartilhos e as saias longas por uma roupa mais prática condizente com o novo papel que a mulher timidamente assumia na sociedade.

O batom vermelho está com tudo e pode ser usado sem susto. No entanto, é sempre bom lembrar algumas regrinhas básicas.

Como se trata de uma coloração intensa, borra com facilidade por isso use um lápis, de preferência do mesmo tom do batom, para contornar os lábios antes da aplicação, que pode ser feita com um pincel ou com o próprio dedo. Uma das melhores maneiras de usar o batom vermelho é escolher um de tonalidade opaca e definir bem o desenho da boca retirando o excesso pressionando os lábios com um lenço de papel.

Comunicar erro
Anazon-Moda e Beleza